Sportbuzz
Coronavírus » EXEMPLO DE GARRA!

Livre do coronavírus, Renan Dal Zotto relata drama vivido: "Me vi duas vezes morto"

Após 36 dias internado, Renan Dal Zotto venceu a batalha contra o coronavírus

Redação Publicado em 07/06/2021, às 14h34

Renan Dal Zotto venceu a luta contra o coronavírus
Renan Dal Zotto venceu a luta contra o coronavírus - GettyImages

Após ser diagnosticado com coronavírus, Renan Dal Zotto viveu momentos de muita luta no hospital. Intubado em duas oportunidades, o treinador da seleção masculina de vôlei mostrou força e se recuperou da doença.

Livre do vírus e do hospital, Renan Dal Zotto segue se recuperando em sua casa. De olho nas Olimpíadas, o treinador ainda nutre esperanças de comandar a seleção masculina de vôlei no evento esportivo mais importante do mundo.

 

Depois de toda a batalha vencida, Renan Dal Zotto quebrou o silêncio e falou pela primeira vez sobre os momentos vividos na cama do hospital. Em entrevista ao “Fantástico”, do Grupo Globo, o treinador utilizou frases fortes para relatar o drama vivido.

No período que eu estava intubado, e eu obviamente não lembro de nada, mas eu vivi situações que eu lembro perfeitamente. E são histórias que eu cheguei a escrever até. Talvez pela medicação, pelo excesso de drogas lícitas, a cabeça fica... Eu me vi duas vezes morto. Em uma, eu cheguei a ver uma matéria dizendo que eu tinha partido e deixado esposa e dois filhos. Eu realmente vivi isso”, disparou Renan Dal Zotto.

Por alguns momentos, eu achava que nunca mais ia conseguir sair daquela cama. Achava, na minha cabeça, que nunca mais conseguiria levantar. Vieram os estímulos dos fisioterapeutas. Diziam: ‘Vamos ter que sentar’. E eu não conseguia sentar, não conseguia. Eu achava que tinha uma costela quebrada. Eu falava para eles: ‘Eu não tenho como’”, detalhou.

Diante de todas as dificuldades, Renan Dal Zotto citou qual foi o principal motivo para que a evolução no quadro médico fosse possível. Bastante sincero, o treinador voltou a falar sobre as dores que sentia por conta do novo coronavírus.

A minha respiração estava muito curta, eu não conseguia colocar ar para dentro. Fizeram exames, não tinha costela quebrada, mas encontraram um pneumotórax (presença de ar que resulta no colapso total ou parcial do pulmão). Aí parece que tiraram a dor com a mão. E a coisa começou a evoluir”, contou.

PRESENÇA NAS OLIMPÍADAS?

Se depender de Renan Dal Zotto a passagem para Tóquio já está comprada. Ciente da necessidade de seguir a recuperação, o treinador de vôlei demonstrou muito otimismo para estar à beira da quadra no país asiático.

Ali, já quero estar próximo aos meus 100%. E eu sei que, para eu estar assim, vou ter que correr muito atrás aqui, fazer tudo o que for solicitado, todos os exercícios. Eu estou fazendo seis dias por semana, direto, direto. Aos sábados, que é quando a clínica está fechada, os profissionais vão na minha casa, a gente trabalha. Eu estou me dedicando demais, demais. E tem de ser, não tem como ser diferente. Tem uma meta muito importante”, finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!