Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / SERÁ QUE SAI?

Palmeiras: Abel Ferreira pode perder jovem atacante para a Europa

No comando do Palmeiras, Abel Ferreira costuma reclamar da saída de jogadores

Redação Publicado em 05/07/2021, às 15h10

Abel Ferreira tenta manter o elenco do Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras / Flickr
Abel Ferreira tenta manter o elenco do Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras / Flickr

Bastante incomodado com a falta de reforços no Palmeiras, Abel Ferreira pode se irritar ainda mais nos próximos dias. Isso porque o atacante Gabriel Veron vem sendo especulado no futebol italiano e pode deixar o clube brasileiro.

De acordo com as informações do jornalista italiano Nicolò Schira, o Sassuolo é quem está interessado na contratação de Gabriel Veron. Aos 18 anos de idade, o atacante é cria das categorias de base do Verdão.

 

Ainda segundo a publicação, o Sassuolo já teria entrado em contato com o staff de Gabriel Veron e acertado um contrato até 2026. Porém, as negociações ainda não teriam sido iniciadas com o Palmeiras, clube que detém os direitos do jogador.

Além disso, o time italiano ainda vai precisar convencer o Palmeiras a vender Gabriel Veron. Com grande destaque desde as categorias de base, o atacante não deve ser facilmente liberado pelo clube paulista.

Segundo a publicação, os valores desejados pelo Palmeiras para liberar Gabriel Veron giram em torno de R$ 120 milhões. Vale destacar que o atacante já esteve na mira de outros clubes europeus ao longo da última temporada.

ABEL FERREIRA QUASE SAIU!

Diante das boas atuações do Palmeiras, Abel Ferreira passou a ser sondado por outras equipes para deixar o clube. No último domingo, 04, o comandante deu mais detalhes da negociação iniciada com o Fenerbaçhe.

"Não foi uma sondagem, foi uma oferta: 2,5 milhões de euros (R$ 15 milhões) era quanto me pagavam para sair do Palmeiras", contou o treinador.

"Posso dizer que tenho trabalho para fazer no Palmeiras. Já disse que o Palmeiras é um estilo de vida. Enquanto me sentir bem aqui, vou continuar. Já disse que quando for problema, deixo de ser problema no outro dia. Não vai haver problema em resolvermos. Quando sentir que sou um problema, assim como recusei essas ofertas para sair, saio pelos meus próprios pés. Mas como disse, é um estilo de vida, me sinto bem no clube e há trabalho a fazer", disse.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!