Sportbuzz
Testeira
Esporte na TV / VIOLÊNCIA DA TORCIDA

Renata Fan fala sobre ataque ao ônibus do Grêmio: “Me senti derrotada”

Devido ao ocorrido, Gre-Nal 435 foi remarcado para o dia 9 de março; Renata, torcedora do Internacional, falou sobre o caso no programa “Jogo Aberto”

Redação Publicado em 28/02/2022, às 16h07

Renata Fan apresentando o programa "Jogo Aberto" - Reprodução/Youtube
Renata Fan apresentando o programa "Jogo Aberto" - Reprodução/Youtube

Nesta segunda-feira, 28, a apresentadora Renata Fan se posicionou diante do caso de violência contra o ônibus do Grêmio que ocorreu antes do Gre-Nal 435. A disputa estava prevista para ser definida no último sábado, 26, mas precisou ser adiada devido à agressão de torcedores colorados contra o veículo, que foi alvo de pedradas.

Que situação vexatória. Como as pessoas são sem-noção, fazem qualquer coisa e não imaginam que serão responsabilizadas [...]. É agressão, é querer atingir a vida de alguém, sem se importar com as consequências, assumem o risco e não tão nem aí”, afirmou.  Durante o programa, Renata também relembrou o recente caso de violência contra o transporte do Bahia, atingido por bomba.

 

CANAL - SPORTBUZZ

“[Foi] uma semana muito triste, muito vexatória para torcedores, jogadores, dirigentes, para a imprensa que cobre o futebol. Eu me senti derrotada nessa semana. E não foi uma derrota em campo, em que você sofreu uma goleada, não é que você perdeu um clássico. Todo mundo tá perdendo e ninguém tá se dando conta disso", concluiu. 

Em razão do acontecimento, a partida entre os clubes gaúchos foi remarcada para o dia 9 de março, o que gerou desconforto para o Internacional. Uma das razões é a presença da torcida no estádios, que será reduzida, visto que a viagem de alguns torcedores para assistir ao jogo no fim de semana não poderia ser remarcada. O clube se manifestou em nota oficial sobre a nova data.

Renata Fan
Renata Fan com a camisa do Internacional (Créditos: Reprodução/Instagram)

 

SOBRE O CASO

O ônibus do Grêmio foi alvo de pedradas na chegada ao estádio Beira-Rio, para o clássico contra o Internacional no sábado, 26, pelo Campeonato Gaúcho. De acordo com informações do Tricolor, alguns jogadores acabaram atingidos no ataque, e o paraguaio Villasanti precisou receber atendimento após torcedores do Colorado arremessarem pedras. Aos jornalistas, o presidente Romildo Bolzan afirmou que o time não entraria em campo. 


 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!