Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / EITA!

Daniel Alves no Corinthians? Ex-São Paulo nega e se declara: "Sou Tricolor"

Daniel Alves revelou que não jogaria no Corinthians e em nenhum rival do São Paulo

Redação Publicado em 26/10/2021, às 17h15 - Atualizado às 17h30

Daniel Alves contou que só jogaria pelo São Paulo - GettyImages
Daniel Alves contou que só jogaria pelo São Paulo - GettyImages

Daniel Alves está sem clube e só vai voltar a jogar futebol na próxima temporada. Enquanto isso, o lateral tem agitado as redes sociais e os torcedores com os possíveis destinos de sua carreira. O jogador já esteve em Barcelona e comentou sobre a possibilidade de retornar ao time catalão e também foi sincero sobre a possibilidade de atuar no Corinthians, rival do São Paulo.

Nesta terça-feira, 26, em declarações por meio de seu Instagram, Daniel Alves abriu o espaço para que alguns fãs o perguntassem em relação ao seu futuro. Um deles questionou o ex-Tricolor se ele jogaria em algum rival do São Paulo e citou o Corinthians como exemplo. O atleta foi sincero e garantiu que só atuaria pelo clube paulista. 

"Não jogaria em um rival do São Paulo. Respeito todos os clubes e suas histórias, mas sou tricolor", afirmou. Daniel Alves também foi questionado em relação a sua saída. Muitos acreditavam que ele tivesse deixado o clube com algum tipo de mágoa, porém o lateral garantiu que existiu um grande respeito entre as partes. 

"Não fiquei chateado. Gostaria que o fim tivesse sido de uma maneira diferente, mas, como bons seres humanos, nem tudo sai como sempre planejamos, mas sempre (ficamos) agradecidos", finalizou. Daniel Alves, inclusive, esta treinando por conta própria e aguarda a abertura da próxima janela para definir o seu futuro para o ano de 2022. 

DANIEL ALVES REVELA QUE VOLTARIA AO BARCELONA!

Livre no Mercado da Bola desde que saiu do São Paulo, em setembro, Daniel Alves concedeu entrevista ao jornal catalão "Sport", onde deixou bem claro que aceitaria voltar a defender o Barcelona, caso a equipe catalã precise dele no elenco.

"O único lugar neste mundo onde tenho casa é em Barcelona. Se acham que precisam de mim, só têm que me chamar", contou Daniel Alves ao jornalista Joaquim Piera.

Essa intenção do jogador, no entanto, não encontrou continuidade na sequência da apuração do jornal que publicou a entrevista. Poucas horas depois de ir ao ar, o retorno foi classificado como pouco provável.

Inclusive, essa informação foi repetida pelo outro diário esportivo catalão, o "Mundo Deportivo". Ainda que seja reconhecido como o melhor lateral-direito da história do Barcelona, Daniel Alves seria uma contratação contrária ao plano da nova direção, de investir nos jovens da La Masia, a famosa divisão de base do time.

Mesmo que o experiente jogador, de 38 anos, pudesse dar mais personalidade ao time, por um baixo custo, já que está livre no mercado, fechar esse negócio iria impedir a projeção de Dest e Mingueza. Contra isso, Daniel Alves apresentou alguns argumentos na entrevista.

"Ainda acho que posso contribuir em qualquer lugar, só que mais no Barça pelo número de jovens que têm agora. Em todos os lugares que estive, sempre achei que a combinação perfeita é a experiência com a juventude. Chegará o momento em que os jovens amadurecerão, e os mais velhos partirão. É um ciclo natural, mas no futebol se cometem erros, e esse processo se acelera. Os processos não podem ser acelerados. A mistura é essencial. Já fomos jovens e não estávamos preparados para defender uma responsabilidade tão grande como defender o Barça, por mais que se dê a bola e por mais que falem deles. Tudo é novo É a mistura dos dois que dá equilíbrio e a possibilidade de lutar por grandes coisas", disse ao jornal.

Dessa forma, um aliado de Daniel Alves pode ser o próprio presidente do clube, Joan Laporta, que está no mesmo cargo desde quando o atleta foi contratado junto ao Sevilla, em 2008.

"Joan sabe tudo o que penso dele e tudo o que fez pelo Barça e por todos nós. Isso não é novidade. É explícito, sempre disse isso. Fico muito feliz que esteja no comando novamente. A dificuldade vem para provar qual é a sua grandeza e sua capacidade. E o Barça vai voltar... Pode ser em meio ano, em três meses, em um ano, mas voltará, porque sempre voltou e não será agora que não terá sucesso. Nós que amamos o clube estamos dispostos a ajudar de alguma forma, para que recupere aquele poder, aquela filosofia de conexão entre todos que apaixonou em todo o mundo", apontou o jogador.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!