Sportbuzz
Testeira
Futebol / FALA, JOIA!

Palmeiras: Endrick fala do Mundial, bicicleta em Gustavo Gómez e mais

Em entrevista exclusiva ao SportBuzz, Endrick, joia da base e futuro do Palmeiras, falou sobre o Mundial, os treinos com o profissional e muito mais

Gabriel Soria Publicado em 23/02/2022, às 14h03

Endrick concedeu entrevista exclusiva ao SportBuzz - SportBuzz
Endrick concedeu entrevista exclusiva ao SportBuzz - SportBuzz

Principal destaque das categorias de base do Palmeiras, Endrick voltou a fazer história, mas agora, fora de campo. Como de costume, o jovem atacante quebrou mais um recorde e assinou o patrocínio mais precoce da história do futebol. Com apenas 15 anos, o jogador acertou a parceria com a OdontoCompany, que foi anunciada nesta terça-feira, 22.

Após o anúncio, Endrick concedeu entrevista exclusiva ao SportBuzz e comentou sobre pontos importantes no seu futuro. Na conversa, o atacante falou sobre os aprendizados em sua viagem mais recente para a Europa, comentou sobre seus próximos passos no Palmeiras, destacou sua amizade com Giovani e muito mais.

 

CANAL - SPORTBUZZ:

Falando sobre sua viagem para a Europa, o jovem atacante alviverde destacou a importância de se acompanhar um futebol de alto nível. Dando destaque para alguns jogadores, o camisa 9 das categorias de base do Palmeiras comentou sobre a percepção de espaços no campo e mostrou apreciar os movimentos de Mbappé.

"Foi muito bom ter essa viagem para eu ver jogos do PSG, Real Madrid, Barcelona, Napoli e Alavés. Foi muito bom, porque na TV não dá para você ver o espaço que tem quando a bola está na sua defesa. No estádio, quando você está vendo o ataque, dá para ver os espaços que tem para você atacar, para você se movimentar. Eu vi muito o jogo do Mbappé. Teve até um lance que, contra o Miltão, que ele foi, voltou, foi, voltou e atacou o espaço, então é uma coisa que eu posso usar aqui. Foi muito importante para mim e creio que eu aprendi bastante, não só com o Mbappé, mas teve o Benzema, o Aubameyang, o Luuk De Jong", contou.

Endrick tem Mbappé como referência
Endrick acompanhou o jogo entre PSG e Real Madrid na Champions League - Getty Images


Falando um pouco sobre o seu futebol, Endrick comentou sobre seu desempenho na Copinha, onde foi campeão, craque da competição e venceu o "Prêmio Dener" de gol mais bonito do torneio. Além disso, o atacante projetou a sua estreia no Palmeiras, que deve acontecer depois do dia 21 de julho, quando ele completa 16 anos de idade.

"Foi tudo consequência do que estava acontecendo na Copinha. O meu gol, eu tinha pego Covid, então foi consequência, é agradecer muito a Deus por aquele gol que foi o Premio Dener. Eu tento pensar mais na base, não tento pensar muito no profissional. Claro que, em julho, quando eu fizer aniversário, eu vou pensar: 'Será que eu vou? Será que eles vão querer assinar comigo? Será que eles vão acreditar em mim?', mas eu fico tranquilo. Eu estou pensando na base, tenho dois campeonatos para disputar, quero ganhar esses dois campeonatos para dar alegria para a torcida porque o perfil do Palmeiras é ganhar títulos", disse.

Endrick não escondeu o respeito que tem por Abel Ferreira e voltou a comentar que o treinador estava certo na decisão de não chamá-lo para o Mundial de Clubes. Contudo, o jovem contou como pensa que poderia tentar ajudar o Palmeiras a conquistar o título sobre o Chelsea em Abu Dhabi.

"Eu fico tranquilo com isso. Como o Abel falou, eu sou o menino, tenho só 15 anos, tenho que me divertir. Claro que meu parque de diversões é dentro de campo, mas ele estava super certo, tem que dar tempo porque se você acelerar as coisas elas podem dar certo, mas também podem dar muito errado e ele poderia ser muito criticado se ele me levasse e eu fosse mal", falou antes de completar.

Endrick participa de treino com profissionais
Endrick teve a oportunidade de treinar com os profissionais do Palmeiras durante a pré-temporada - Flickr (Palmeiras/Fabio Menotti)


"Mas se eu fosse, e eu entrasse, é claro que eu não ia jogar pelo lado do Rudiger. Apesar dele estar cansado, ele é um cara muito rápido. Tinham outros jogadores que estavam cansados e poderiam ser atacados por aquele espaço, mas eu não jogaria por cima do Rudiger. Poderia causar alguns problemas. O jogo foi muito bom, temos centroavantes de ponta, Rafael Navarro, que foi artilheiro do Brasileirão Série B, e tem o Deyverson, que fez o gol do título para colocar a gente lá no Mundial, então são caras espetaculares que me mandaram mensagem no Instagram falando comigo, então eu fico muito feliz com isso"
, completou.

Endrick revelou como foram os bastidores após marcar um golaço contra o Real Ariquemes. No lance, o atacante roubou a bola no setor ofensivo pelo lado esquerdo, limpou um zagueiro, driblou outro e teve a frieza de um típico centroavante para tocar por cima e encobrir o goleiro adversário. Na partida, o jovem camisa 9 marcou dois gols na vitória do Palmeiras por 3 a 0.

"Eu fiz o meu terceiro gol (na Copinha) e eles filmaram e postaram. Depois eu falei: 'Muito obrigado por essa percepção que vocês têm em filmar, em acompanhar a Copinha e os garotos da base', então eu fiquei muito feliz. Foi muito importante para mim ter esse contato com eles. Quando eu fui treinar também, eles me acolheram muito bem e é só agradecer por isso", revelou o jovem.

A gratidão é algo recorrente na vida do jovem. Não foi diferente quando o assunto foi o, também atacante, Giovani, que fez sucesso junto com Endrick na base e agora integra o elenco profissional à espera do companheiro de tantos anos. Falando sobre essa parceria, o atacante não escondeu a admiração pelo amigo.

Endrick e Gionani controem amizade no Palmeiras
Giovani e Endrick se dão bem dentro e fora de campo - Flickr (Palmeiras/Fabio Menotti)


"É agradecer muito a Deus por ter essa pessoa do meu lado. Ele e o Luis Guilherme, que estão sempre comigo, são mais que amigos para mim, são irmãos. O (tempo com o) Giovani foi muito bom, nós íamos sentados juntos no ônibus, ele conversava comigo (dando dicas), a gente ia escutando música, ficávamos dançando e chegava no jogo e fazia. Ele não me consagrou nenhuma vez (risos). Quando nós fomos treinar no profissional ele me ajudou e, se Deus quiser, que ele possa ser um jogador de ponta. Eu torço muito por ele, é um cara que eu amo mesmo"
, contou.

Em seu treino com o elenco profissional do Palmeiras antes do início do Campeonato Paulista, uma imagem do jovem tentando uma bicicleta entre Luan e Gustavo Gómez viralizou entre a torcida palmeirense. Relembrando o momento, Endrick contou que não tem medo de arriscar, mesmo contra os bicampeões da Libertadores.

"Eu não tenho medo. Se você não tiver coragem você não vai conseguir fazer a coisa certa e ali era o único jeito de eu finalizar. Eu consegui finalizar, pegou na trave e se eu não tivesse finalizado eu não ia conseguir fazer nada. Claro que tem o Gustavo Gómez, tem até imagem dele correndo atrás de mim, essa imagem ficou top, até coloquei ela em um lugar para eu ficar lembrando porque é o nosso capitão. É muito importante esse negócio de não ter receio, não ter medo", finalizou


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!