Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / PROCURADO!

Renato Gaúcho revela detalhes da oferta do Atlético-MG e negociação com o Santos: "Conversas muito boas"

Renato Gaúcho contou que recebeu a proposta do Atlético-MG antes de renovar com o Grêmio e que presidente do Santos queria esperar por ele

Redação Publicado em 11/05/2021, às 09h59

Renato Gaúcho revela oferta do Atlético-MG e negociação com o Santos - GettyImages
Renato Gaúcho revela oferta do Atlético-MG e negociação com o Santos - GettyImages
Nesta segunda-feira, 10, Renato Gaúcho participou do programa "Bem, Amigos!", do "SporTV" e além de contar sobre a sua demissão do Grêmio, o treinador também revelou detalhes da oferta apresentada pelo Atlético-MG e da negociação com o Santos, que não acabou dando certo.
 
O técnico disse que recebeu convites do exterior, do Atlético-MG em março antes de renovar com o Grêmio e mais recentemente do Santos.
 
 
"Tive propostas de Cingapura e Dubai, que eram valores muito altos, altíssimos. Tive proposta mais recentemente, antes de renovar meu contrato, do Atlético-MG, e na semana passada do Santos", disse. 
 
Renato Gaúcho ainda detalhou as negociações com o Santos. Segundo ele, o presidente do Peixe, Andres Rueda, gostaria de esperar o período de descanso do treinador para poder contar com ele no início do Brasileirão.
 
No entanto, o clube da baixada acabou fechando com Fernando Diniz, que foi apresentado na segunda-feira.
 
"Tive algumas conversas muito boas com o presidente do Santos. Ele tem ideias maravilhosas. Mas coloquei para ele que no momento, por isso saí do Grêmio também, queria descansar um pouco, curtir minha família e amigos. Não adiantava ter saído do Grêmio e pegar outro trabalho porque precisava de descanso. Estou descansando e é aquilo que falei: daqui a pouco vou voltar", contou antes de completar.
 
"O presidente do Santos inclusive falou: 'Se você der a palavra, eu espero mais um mês, até começar o Brasileiro'. Eu disse: 'Olha, presidente, sou homem de palavra, mas no momento, fico agradecido com o convite, é um grande clube, tem uma grande torcida, mas preciso descansar. O senhor vai esperar um mês e não sei o que vai acontecer nos próximos 30 dias. Chega na hora e não posso cumprir minha palavra, e sou homem de palavra. Melhor deixar assim, e você se adianta com outro treinador. Quem sabe no futuro a gente possa conversar novamente'", finalizou.
 
Sobre a sua saída do Grêmio, Renato Gaúcho contou que teve desavenças com um membro da diretoria, mas não revelou o nome da pessoa. Segundo ele, acabou ouvindo coisas que não gostou, e a eliminação na pré-Libertadores também pesou para a sua demissão.
 
"Muitas coisas foram faladas depois que o Grêmio foi eliminado do jogo da pré-Libertadores. Eu estava ainda me recuperando da Covid-19 e ouvi certas coisas de uma pessoa. Não vale a pena comentar, mas eu não gostei. Aí eu fui dormir. No dia seguinte, tocou o telefone. Era a minha esposa. E ela falou assim: arruma as malas e vem embora. Todo ciclo tem um início, meio e fim", disse.
 
"E aí me deu um estalo. Realmente, quatro anos e sete meses e eu não vou ficar aqui escutando umas coisas de uma pessoa que não faz nada pelo clube, não entende nada e fala um monte de besteira. Aí minha ficha caiu. E mais ou menos pela 1h (da tarde) o presidente me ligou. Eu falei: presidente, eu sei que vocês estavam em uma reunião, mas, independente da reunião, deixa eu falar uma coisa: eu já arrumei a minha mala", contou antes de completar.
 
"Estou indo embora porque eu acho que na vida as pessoas têm que ter respeito pelas outras. Principalmente ídolos. E no momento que você tem uma pessoa no clube que não faz nada, pelo contrário, atrapalha, eu não vou ficar batendo boca com ninguém. Estou de malas prontas. Ninguém vai mudar minha opinião, independente da de vocês. Já marquei minha passagem e estou indo embora. Eu sempre tive uma amizade, uma linha direta com o Romildo nesse tempo todo", concluiu.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!