Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / COPA DO MUNDO!

Argentina é atacada por jornalistas franceses após título da Copa

Postura de alguns jogadores depois da conquista incomodou os vice-campeões do mundo, que escolheram Emiliano Martínez como alvo principal

Perfil Argentina Publicado em 22/12/2022, às 09h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Argentina segue sendo criticada pelos franceses - GettyImages
Argentina segue sendo criticada pelos franceses - GettyImages

O jornalista Victor Cousin está chateado com algumas atitudes da seleção da Argentina e deixou isso claro em nota que escreveu ao site "Le Parisien". Nela, ele procura explicar por que os jogadores argentinos, quando comemoram, costumam cantar canções e fazer gestos que, para ele, não correspondem ao espírito esportivo.

O cronista consultou especialistas, que o ajudaram a entender esse fenômeno, que, segundo seu ponto de vista, é exclusivo de La Scaloneta. Na matéria, ele aponta que "os jogadores da Albiceleste não têm se destacado muito pela categoria" e que em meio à euforia insultaram e fizeram todo tipo de provocação contra os jogadores franceses.

Ele também aponta forte contra Emiliano "el Dibu" Martínez pelo gesto que fez ao receber o prêmio de melhor goleiro do torneio e depois, durante as comemorações em Buenos Aires, por ter pego um boneco com o rosto de Kylian Mbappé: "Ele é apenas o símbolo de toda uma seleção argentina que regularmente ultrapassa os limites".

Por sua vez, eles recordaram o famoso "o que você está olhando? Bobo. Vá lá", de Lionel Messi a Wout Weghorst, após vencer a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo. Por sua vez, refere as zombarias dos jogadores argentinos aos holandeses, mas nunca se refere às provocações dos atletas da seleção europeia no jogo anterior.

Jogadores da Argentina em cima do ônibus
Argentina comemorou bastante o título da Copa (Crédito: GettyImages)

A palavra de um especialista!

O título da nota é: "Por que os jogadores de futebol argentinos são tão odiosos?" E para responder à pergunta, Victor decidiu entrar em contato com especialistas. Nesse sentido, conversou com o professor universitário Fabien Archambault, suposto "especialista em cultura esportiva argentina".

Existe essa vontade de vencer e de humilhar até o adversário. É uma cultura futebolística muito poderosa. O culto da vitória é exacerbado. A França pode viver sem ser campeã mundial. (Para a Argentina, perder) Teria sido uma verdadeira tragédia nacional", afirmou.
Foto dos torcedores na festa da Argentina
Argentina viu o país parar para comemorar o título (Crédito: GettyImages)

Vale destacar que o artigo não dedica uma única linha para mencionar como Dibu Martínez chegou a consolar Mbappé após a derrota na disputa do título, nem a imagem de Messi, Neymar e Leandro Paredes conversando após a vitória da Argentina sobre o Brasil na Copa América.

Para o especialista, a atitude dos argentinos é agravada pelo contexto: “Está ligada à importância do futebol, elemento indissociável de sua identidade como país. Por isso, acabamos criando oposições binárias. Vencer ou morrer . bom vencer o adversário. Os argentinos não sentem que estão indo longe demais, porque é assim que eles vivem o futebol no dia a dia".

Montagem de Martínez e Mbappé
Provocações da Argentina seguem rendendo (Crédito: GettyImages)

Archambault também explicou que durante as festividades costuma haver excessos: “Para eles, não é tão ruim. Podemos interpretar isso como mau gosto, vulgaridade ou mesmo racismo. Na Argentina, desde que permaneça no âmbito do futebol, é tolerado e até o público argentino o espera”.

Na França, eles continuam lamentando a derrota e vendo os jogadores argentinos como o especialista os descreveu. Sem ir mais longe, o jogador francês Adil Rami escreveu em sua conta no Instagram que "Emiliano Martínez é a maior merda do futebol mundial. O homem mais odiado" e que "Mbappé traumatizou tanto a seleção argentina que comemora mais ter vencido ele que a Copa".

* Texto originalmente publicado e traduzido do site Perfil Argentina.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!