Sportbuzz
Coronavírus / PÚBLICO NA LIBERTADORES?

Secretário de saúde de BH indica que Galo poderá receber Palmeiras com torcida no Mineirão

Prefeitura de BH irá analisar se houve casos de covid-19 nos torcedores presentes em jogos de Atlético e Cruzeiro

Redação Publicado em 25/08/2021, às 18h19 - Atualizado às 18h27

Atlético-MG quer torcida no Mineirão em duelo contra o Palmeiras - Getty Images
Atlético-MG quer torcida no Mineirão em duelo contra o Palmeiras - Getty Images

A presença de público está proibida em jogos que acontecem nos estádios de Belo Horizonte. Ainda assim, segundo o Secretário de Saúde de BH, Jackson Machado Pinto, revelou à Rádio Itatiaia, uma mudança pode ocorrer, que fará com que atleticanos possam comparecer no jogo entre Atlético-MG e Palmeiras, no dia 28 de setembro, pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores da América.

“É muito provável que tenhamos boas notícias, sim, para a próxima partida da Libertadores para o Atlético e, por que não dizer, para as demais partidas do Cruzeiro e talvez do América, se resolver ter público”, afirmou Jackson.

Lembrando que a Prefeitura de BH havia liberado público para os jogos na cidade, porém voltou atrás após a quebra de vários protocolos de segurança contra a covid-19 nos jogos entre Galo e River Plate, pela Libertadores, e Cruzeiro e Confiança, pela Série B, na última semana. As partidas registraram aglomerações e não uso de máscaras por parte dos torcedores, o que fez com que a prefeitura vetasse a presença de torcida.

 

 

Entretanto, Jackson disse que a Prefeitura de BH pretende analisar se houve casos de covid-19 nos torcedores presentes nos jogos através do número de CPF de quem comprou o ingresso. Caso não tenha ocorrido aumento no número de casos, a restrição da torcida poderá ser revista.

“Nós não podemos nos esquecer que a aglomeração é o fator de risco. Então, precisamos fazer esse cruzamento dos dados. Mas este é um cruzamento que um computador faz de modo muito fácil. Cruzar 18 mil participantes de um jogo com aqueles que estão doentes pelo número do CPF, o computador faz em questão de horas. Não vamos precisar de dez, 15 dias para fazer essa análise”, completou Jackson Machado.

Caso haja persistência na proibição do público, o Galo já estuda mandar seu duelo com o Verdão em Brasília, ou no Parque do Sabiá, em Uberlândia.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!