Sportbuzz
Testeira
Colunistas / Bel Mota / BEL E AS FERAS

Fabi Alvim abre o jogo sobre a vida e carreira no Bel e as Feras

Fabi Alvim foi mais uma convidada da jornalista Bel Mota, para o podcast Bel e as Feras, e falou sobre força feminina, maternidade e desafios ao longo da carreira

Redação Publicado em 01/05/2022, às 08h00

Fabi Alvim e Bel Mota - Reprodução/Instagram/Divulgação/Bel e as Feras
Fabi Alvim e Bel Mota - Reprodução/Instagram/Divulgação/Bel e as Feras

Fabi Alvim é, além de bicampeã olímpica de vôlei, comentarista, corredora nas horas vagas e mãe! A atleta, que é um gigante nome do esporte brasileiro, conversou com a jornalista Bel Mota para o podcast Bel e as Feras, e falou sobre essa fase da maternidade, os desafios da carreira, preconceito e principalmente a força feminina em meio a tudo isso.

Tendo um início gradativo no vôlei da época, Fabi Alvim passou pela desconfiança das pessoas ao seu redor em um momento em que o esporte masculino era o mais valorizado e que tinha mais credibilidade. Por lá, as mulheres não eram vistas como capazes de chegar aonde eles chegaram, e muito menos ultrapassar os limites que já haviam sido conquistados pelos homens.

Canal - SportBuzz

"Pensando lá de trás, existem todo um preconceito baseado na exclusão das mulheres de ter esse direito de participar de grandes competições. A minha geração viveu um pouco da desconfiança por conta de algumas derrotas pontuais, aquelas derrotas onde as pessoas aproveitam para despejar todo o preconceito, seja do ponto de vista das mulheres ou racial", disse.

"A seleção em 2004, quando foram os Jogos Olímpicos de Atenas, perdeu para a Rússia de uma forma bastante difícil de explicar, né? Chegou a estar 24 a 19, o Brasil precisava fazer um ponto para estar pela primeira vez na história na final olímpica, e a Rússia consegue uma virada e assim, foi horrível, uma derrota que é realmente difícil de explicar", lembrou.

Fabi Alvim com a filha Maria Luiza e a companheira Julia
Fabi Alvim com a filha Maria Luiza e a companheira Julia (Crédito: Reprodução/Instagram)

 

Fabi passou por esses e outros perrengues ao longo da carreira, mas nunca se deixou abalar de forma tão impactante com as críticas. Com uma imagem sempre de ser uma mulher forte, ela reforçou o fato de que sempre que conversa com alguma mulher sobre os papéis na sociedade e no esporte, lembra de toda a luta e persistência que foram feitas lá atrás.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Fabi Alvim (@fabialvim)

 

Apesar de ter esse pensamento e atitude fortes, a atleta viu tudo na sua vida mudar com o nascimento da filha, a pequena Maria Luiza. Fabi contou ao Bel e as Feras que ser mãe sempre foi um de seus maiores sonhos, e que por conta disso teoricamente ela teria que engravidar e gerar esse bebê que estaria por vir.

No entanto, na época em que acordou com sua companheira Julia de formar uma família, já estava em reta final de carreira, e já havia definido uma data para parar de jogar. Foi aí que Julia decidiu carregar a bebê e elas iniciaram o longo e árduo processo de conhecimento sobre a fertilização em vidro e a inseminação artificial.

"A gente procurou uma clínica, conversou com muitos amigos porque é muito importante essa roda de apoio que você tem com pessoas que tiveram outras experiências e o mais louco que eu passei a conhecer é que é muito comum as mulheres não engravidarem na primeira tentativa, o processo de fertilização não é algo barato, acessível para todo mundo", contou.

Para saber mais sobre o processo que Fabi Alvim passou para construir a sua família e mais desafios da carreira, acesse o episódio completo do podcast Bel e as Feras nas plataformas de áudio (clique aqui) e também fique ligados nas redes sociais, já que por lá você também tem acesso aos demais conteúdos da entrevista e publicação dos novos episódios.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!