Sportbuzz
Testeira
Vôlei / COMPLICADO

Bernardinho lamenta saída da Seleção Francesa e pede desculpas

Bernardinho se emocionou em entrevista à imprensa francesa ao falar sobre sua saída da seleção, mas garantiu que sempre estará à disposição para ajudar

Redação Publicado em 22/03/2022, às 18h00

Bernardinho, treinador de vôlei - GettyImages
Bernardinho, treinador de vôlei - GettyImages

Bernardinho não conseguiu conter a emoção durante uma entrevista coletiva rápida para a imprensa francesa. O treinador reforçou a questão familiar como principal motivo para não poder mais continuar à frente da seleção masculina da França. Horas depois do seu anúncio, ele pediu desculpas aos jogadores e a federação por sua decisão.

"Estou muito triste e desolado. Minhas preocupações se tornaram muito importantes, não posso ficar longe da minha família no momento. Depois de cinco meses com a equipe e muitas viagens, minha decisão é ficar perto dela. Tenho falado muito com a federação, que entendeu os motivos pessoais. Não quero falar muito sobre isso especificamente, mas é uma questão familiar", disse.

Canal - SportBuzz

Apesar de não conseguir mais estar presente fisicamente nos dias de treinos e também de jogos, Bernardinho disse que vai continuar à disposição da França para ajudar na busca por um novo nome para comandar a seleção. O treinador elogiou o grupo de jogadores que teve nesse período, que vai lutar pelo bicampeonato olímpico nos Jogos de Paris.

"Estou disponível para ajudar, para falar com os candidatos, para falar do programa que fizemos, para falar dos jogadores. Estou aqui para ajudar como ex-treinador, para encontrar as melhores soluções para este grupo. São pessoas especiais, jogadores incríveis. Eles têm um grande objetivo, um grande desafio de vida, que é levar a medalha em Paris. Falei com os jogadores, estarei disponível para eles também. Falei esta manhã com alguns jogadores. Vou continuar a ver os jogos e as atuações", ressaltou o técnico.

Bernardinho em quadra
Bernardinho em quadra (Crédito: GettyImages)

 

Eric Tanguy, presidente da Federação Francesa de Vôlei lamentou a decisão pela saída do comandante, mas agradeceu o trabalho e o empenho de Bernardinho no período em que esteve totalmente entregue ao novo projeto. Pelas redes sociais, o dirigente revelou que o anúncio do substituto deve sair em breve.

"Tivemos o melhor treinador para cumprir nossos objetivos até os Jogos de Paris 2024 e só posso lamentar essa situação. Mas obviamente compreendo as razões que levaram o Bernardinho a tomar esta difícil decisão e agradeço-lhe por se ter mantido disponível para preparar o resto. Vamos sair desta provação e encontrar a melhor solução para apoiar o projeto em torno da seleção masculina francesa. Os anúncios serão feitos em alguns dias", contou.

Ainda que tenha optado por não permanecer mais na França, Bernardinho vai seguir à frente do Sesc-Flamengo, que inclusive começa a disputa dos playoffs da Superliga Feminina nesta semana. O time faz seu primeiro jogo contra o Osasco, seu maior rival, já nesta sexta-feira, 25, às 21h (horário de Brasília), em São Paulo pelas quartas de final.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!