Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / EITA!

Alvo antigo de Atlético-MG e Palmeiras, diretor do Santos deixa futuro de Marinho aberto

Marinho demonstrou certa insatisfação por não ter deixado o Santos, após sondagens de Atlético-MG e Palmeiras

Redação Publicado em 16/09/2021, às 14h34 - Atualizado às 14h50

Marinho ficou próximo de trocar o Santos pelo Atlético-MG e Palmeiras - GettyImages
Marinho ficou próximo de trocar o Santos pelo Atlético-MG e Palmeiras - GettyImages

O futuro de Marinho segue em aberto no Santos. O atacante, que possui contrato com o Peixe até o final de 2022, ainda não tem conversas para renovar com o time da Vila Belmiro. Alvo antigo de Palmeiras e Atlético-MG, nos bastidores do clube alvinegro ainda não existe a preocupação de perder o jogador, principalmente por ter mais um ano de vínculo. 

 

Em entrevista coletiva, André Mazzuco foi questionado sobre a possibilidade de renovação de Marinho neste momento da temporada. O diretor do Santos confirmou que não existem conversas e nem um andamento neste processo, justamente porque o atacante ainda possui um tempo de contrato considerável com a equipe alvinegra. 

Marinho é importante para o clube. Jogador valorizado no mercado e no Santos. Uma de nossas lideranças, atleta que contamos muito. Puxando o gancho de outra resposta minha, ele sofreu muito em questão de rede social. No período que tratava, chegou a ser interpelado na rua, sofrendo ameaças e reclamações de não jogar. Nós ajudamos, todos gostamos dele. Contrato é até o fim de 2022, fez temporada muito boa no ano passado e nessa tem dificuldades, com lesão e tal", afirmou. 

Vale lembrar que muitos torcedores do Santos estão preocupados com o futuro de Marinho no clube, visto que ele já externou o desejo de sair e revelou ofertas de fora do Brasil e também do Palmeiras e Atlético-MG. Mesmo assim, o Peixe acabou não o liberando para sair e Mazzuco entende que esse tipo de fato afeta no rendimento do jogador. 

"Isso mexe com o jogador, que se envolveu em uma polêmica no Instagram. Conversamos com ele, eu e o presidente. Está tudo resolvido e queremos ele bem, na plena forma. A partir disso, temos mais uma temporada com ele e, se for de interesse de todos, vamos conversar (renovação), assim como conversaremos se chegar algo vantajoso para ele e para o Santos no fim do ano. Não há um plano pontual de renovar ou de vender, são consequências do trabalho. Marinho é do clube e esperamos que ele entregue o que já entregou para o clube, e ele está se esforçando para fazer isso”, completou.

ENTENDA A POLÊMICA QUE MARINHO SE ENVOLVEU!

Marinho treinou normalmente com o elenco do Santos no CT Rei Pelé nesta terça-feira, 7, após se recuperar de um hematoma na coxa. A lesão deixou o camisa 11 do Peixe fora de campo há mais de um mês.

O último jogo do atacante aconteceu no dia 28 de julho, na vitória por 4 a 0 sobre a Juazeirense, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Durante uma live no Instagram do jornalista Ademir Quintino, o atacante comentou sobre a lesão. Ele afirmou que seu problema físico foi causado por erro do departamento médico do clube.

“Eu fiquei muito exposto. Aconteceu algo e ninguém falou nada. O cara que fez a cagada não se encontra mais lá, entendeu?”, declarou.

“Hoje foi meu primeiro treino que eu fiz uma parte só do trabalho. Eu trabalho para estar 100% e poder jogar. Eu já não vinha bem quando estava jogando. Me dedicava, trabalhava demais, e às vezes as coisas não aconteciam. Estou me dedicando a cada treinamento”, disse em outro trecho.

O jogador ainda falou de sua situação com o Peixe. Marinho tem contrato até dezembro de 2022 e revelou que recebeu propostas de Atlético-MG e Palmeiras para deixar o clube.

“Nunca me falaram de plano de carreira. Não me chamaram ainda (para falar de renovação). Eu cheguei a perguntar sobre isso, mas me falaram que não tinha como dar aumento, mas tudo bem. Quando chegar algo de fora, pensa aí, me deixa respirar. Me deixa respirar, também. Eu sempre pedi um time que brigasse por títulos. Você vê Soteldo, Luan Peres, Alison, Pituca saindo... Tudo mundo saindo. E eu não saio, também? Mas não estamos numa boa situação e eu vou continuar, porque cheguei pela porta da frente e vou sair com o Santos na primeira divisão. Eu estou fechado até o fim do campeonato, e que o presidente pense um pouquinho. Não quero sair de graça”, desabafou o atacante.

“Sim, certo (recebi). Mas foram recusadas. Se as propostas foram recusadas, é porque o presidente viu que não era o momento de sair. Faltou um título. Sigo firme aqui. Vou me dedicar até o último dia. Que a gente possa voltar às vitórias”, completou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!