Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Lutas / MMA / JUDÔ

Rafaela Silva fatura o bronze no Grand Slam da Geórgia de judô

Rafaela Silva venceu a francesa Priscila Gneto, oitava do ranking mundial e agora está mais perto do que nunca de uma vaga no Campeonato Mundial

Redação Publicado em 03/06/2022, às 14h00

Rafaela Silva, lutadora de judô - GettyImages
Rafaela Silva, lutadora de judô - GettyImages

Rafaela Silva é medalha de bronze no Grand Slam de judô de Tibilisi, na Geórgia! A brasileira conquistou o feito nesta sexta-feira, 3, depois de superar a francesa Priscila Gneto, oitava do ranking mundial, aplicando um belo golpe no golden score, uma espécie de prorrogação, depois que a luta terminou empatada no tempo regulamentar.

Vale destacar que essa conquista foi a mais importante da carreira de Rafaela Silva desde que ela voltou a lutar no fim do ano passado, após a punição por doping. Na disputa desta sexta, Rafaela fez sua estreia com vitória diante de Leyla Omidova, do Turcomenistão, mas acabou perdendo na sequência para a coreana Mimi Hu.

Canal - SportBuzz

Jogando a repescagem, derrotou Sevara Nishanbayeva, do Cazaquistão, para chegar até a disputa da medalha de bronze e derrotar a francesa Priscilla Gneto, oitava colocada no ranking mundial. Antes do evento, Rafaela estava ocupando o 18º lugar no ranking, e agora com essa vitória deve se aproximar do Top 10 da classificação.

Vale lembrar que o Grand Slam da Geórgia distribui 1000 pontos para o campeão no ranking mundial, além de mais 700 para o segundo colocado e finalmente 500 para os dois medalhistas de bronze. Depois desse, o evento mais importante do ano para ela será em outubro, no Uzbequistão, com o Campeonato Mundial.

Rafaela Silva no tatame
Rafaela Silva no tatame (Crédito: GettyImages)

Além da dar confiança e a medalha de bronze, a vitória desta sexta fez com que Rafaela Silva pudesse se aproximar ainda mais da vaga para estar na principal competição da modalidade. A convocação só será feita em setembro, e até lá a judoca ainda tem tempo de conseguir se aprimorar para chegar em um nível ainda melhor.

O caso de doping

Levando a medalha olímpica em 2016, Rafaela Silva foi pega no exame antidoping em 2019, tendo que ficar por dois anos afastada dos tatames. A judoca voltou no fim do ano passado depois de cumprir toda a punição, e desde então disputou sete torneios do Circuito Mundial, ganhando um ouro em Grand Prix e o foi bronze no Campeonato Pan-Americano.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!