Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Coronavírus » CONTRA O COVID-19

Médico do Flamengo explica medidas contra o COVID-19 e enfatiza: “Todos nós vamos acabar sendo contaminados”

Responsável pelo protocolo de saúde do rubro-negro carioca deu detalhes de como o clube se portará no retorno das atividades

Pedro Ungheria Publicado em 28/05/2020, às 07h34

Médico responsável pelo planejamento de retorno do Flamengo falou sobre a doença
Médico responsável pelo planejamento de retorno do Flamengo falou sobre a doença - Transmissão Youtube

Recentemente Márcio Tannure, diretor médico e responsável pela elaboração do protocolo de saúde utilizado pelo Flamengo para a retomada dos treinamentos, deu uma entrevista bem didática para o canal oficial do rubro-negro, onde fez questão de deixar ainda mais detalhado os passos que serão dados pela diretoria e pelos jogadores neste período de cuidado total diante da pandemia de coronavírus.

Sempre muito cuidadoso com as ações, Márcio revelou que o departamento médico está focado em fazer tudo da melhor forma possível e isso começa já na testagem dos jogadores. A ideia principal é realizar os exames duas vezes por semana, sejam os testes rápidos, ou até mesmo os mais elaborados, que entregam detalhes se a pessoa já teve contato com o vírus e como foi.

“Neste momento queremos ter todo o zelo. Em termos de saúde tentamos pecar pelo excesso. Desde o início, com a testagem inicial, conseguimos detectar os positivos assintomáticos, fazer as medidas de quarentena. Todos que ficaram positivos ficaram de quarentena, todos foram testados novamente e conseguimos ver a negativação disso”, disse ele.

Partindo para um lado mais profissional do assunto, Tannure afirmou que boa parte da população ainda terá contato com o coronavírus, por isso, indica um processo que pode ser eficaz neste tratamento, justamente pela complicações que o mesmo traz à tona.

“Em algum momento a grande maioria da população, e todos nós, vão acabar sendo contaminados de alguma forma. Sabemos que a grande maioria é de positivos assintomáticos, por isso esse acompanhamento diário. É muito importante entender isso, porque sabemos que o diagnóstico precoce, o isolamento e a quarentena são grandes diferenciais no tratamento da doença”, pontuou.

A fim de justificar seu argumento, o médico disse que grande parte das pessoas que seguiram estas ordens tiveram êxito na recuperação.

“A grande maioria que passa por isso tem evoluído de maneira satisfatória, e foram exatamente os 38 casos que tivemos aqui”, finalizou.

Vale ressaltar que o Flamengo  retornou às atividades na semana passada. Desde então, após testes de Covid-19 e avaliações físicas, os jogadores passaram a realizar treinos físicos em campo, seguindo um plano de ação em conformidade com o protocolo de saúde. Além disso, todos funcionários e profissionais que trabalham no Ninho passaram a ter plano de saúde pago.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!