Sportbuzz
Outros Esportes / SKATE - EXCLUSIVO!

Skate: Lucas Rabelo fala sobre vice mundial e projeta: “Quero mais”

Em entrevista exclusiva ao SportBuzz, Lucas Rabelo deu detalhes sobre a conquista histórica no Skate e relembrou os primeiros passos no esporte

Guilherme Assumpção Publicado em 19/11/2021, às 14h55 - Atualizado às 15h33

Lucas Rabelo fez história representando o Brasil no Skate - GettyImages
Lucas Rabelo fez história representando o Brasil no Skate - GettyImages

De Pirambu para o mundo! Nunca uma expressão como essa fez tanto sentido como agora. Aos 22 anos, Lucas Rabelo entrou para o seleto grupo de atletas brasileiros com destaque no cenário internacional ao se tornar vice-campeão mundial de Skate Street no último dia 14.

Na pista montada em Jacksonville, nos Estados Unidos, Lucas Rabelo precisou superar a fase classificatória antes de garantir vaga na decisão e dar show para uma multidão que acompanhou o torneio. Natural de Fortaleza, o jovem parece ainda não acreditar no feito.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por SportBuzz (@sportbuzzbr)

 

Em entrevista exclusiva ao SportBuzz, Lucas Rabelo relembrou os primeiros desafios em cima de um skate até chegar ao vice-campeonato mundial. Com bastante cautela e ciente do talento nas pistas, o brasileiro afirmou querer muito mais para a carreira no esporte. Confira!

INÍCIO!

Por conta do contato com os amigos em Pirambu, no Ceará, Lucas Rabelo ingressou no mundo do skate. Com a intenção de acompanhar os mais próximos nos passeios pelas ruas da cidade, o brasileiro se aventurou no esporte de quatro rodinhas e passou a gostar daqueles momentos.

E foi aí que Lucas Rabelo viveu um momento delicado. Após ir para Porto Alegre na tentativa de ingressar na carreira, o atleta não se adaptou e retornou para Fortaleza. Com isso, a família do jovem se mostrou contrária à uma nova saída de casa, já que o garoto tinha apenas 13 anos.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lucas R. (@lucasrabelo)

 

No entanto, o vice-campeão mundial encontrou uma pessoa que o acompanha até hoje. Rafael Xavier, seu empresário, viu no garoto uma oportunidade de bom crescimento no meio do skate e tentou convencer a família de Lucas Rabelo sobre uma nova ida para Porto Alegre.

Cheguei em casa e decidi que não queria mais voltar para Porto Alegre. Imagina, você tem 13 anos de idade, sai de Fortaleza com calor para ir até Porto Alegre com frio, cultura diferente, você não tem amigos... é recomeçar uma vida sendo que você nem começou. Eu era uma criança. Aí apareceu meu empresário Rafael. Ele começou a agenciar alguns outros skatistas e decidiu entrar na função do meu patrocinador para poder ajudar em tudo”, relembrou Lucas. 

Ele foi na minha casa em Fortaleza, conheceu minha família, explicou um pouco dos planos para o meu futuro e pediu autorização para eu ir para a casa dele. Só que era de novo em Porto Alegre. E minha família já tinha entendido que seria para largar Fortaleza. Mas era algo que eu queria muito. Conversei com eles e me deixaram ir. Falei que era o meu sonho e eu acreditei que ia dar certo. Sou uma pessoa assim. Quando eu confio eu faço de tudo para acontecer”, contou o atleta.

Lucas Rabelo fez história no Skate (Crédito: GettyImages)

 

Já com a ajuda do empresário Rafael, Lucas Rabelo começou a competir em torneio menores e passou a enxergar o skate como oportunidade de ganhar dinheiro e ser feliz. Assim, o atleta chegou ao topo do esporte aos 22 anos de idade.

Foi a partir do momento que eu comecei a viajar e comecei a ganhar que eu percebi que podia viver disso e que era o que eu gostaria de poder viver e o que eu queria para a minha vida. O que eu quero no caso”, detalhou.
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lucas R. (@lucasrabelo)

 

Ainda com muitos planos para o futuro no Skate Street, Lucas Rabelo foi questionado sobre o principal momento de glória na carreira alcançado em Jacksonville. Com grande atuação na classificatória, o brasileiro revelou que encontrou mais dificuldades no duelo da véspera da final.

Não querendo dizer que a final é mais fácil, mas acredito que a classificatória é um pouco mais difícil porque são muitos skatistas para conquistar quatro vagas. Eu estava me sentindo pronto, eu batalhei muito, eu ando muito de skate, eu procuro sempre estar pronto para as coisas que podem acontecer. Eu tento sempre me sentir pronto para não ter tanto o impacto da surpresa”, disse Lucas Rabelo.

Quando eu cheguei lá, eu vi que estava andando de skate com meus ídolos, com pessoas que eu assistia na televisão. E eu estava lá naquele momento e só me senti feliz e realizado de estar ali, mas que para mim não era o bastante, sabe? Eu queria mesmo era estar junto com os oito melhores do mundo e dar meu melhor por lá e sabia que tinha algumas manobras guardadas para isso”, completou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lucas R. (@lucasrabelo)

 

FORMATO DE DISPUTA!

Na classificatória, Lucas Rabelo precisava ficar entre os quatro melhores para garantir vaga na grande decisão do mundial de Skate Street. Com quatro atletas já classificados através da segunda etapa do torneio, o brasileiro queria assegurar seu espaço entre os oito melhores.

E o desafio foi cumprido com sucesso. Com o melhor desempenho entre 21 atletas, Lucas Rabelo avançou para a grande decisão com uma manobra para lá de complicada e que rendeu um 9.3 para seu somatório.

Eu sabia que eu tinha chance de passar entre os quatro e queria passar bem. Eu vi que o Shane O’Neill estava em primeiro e eu queria estar ali, sabe? Eu precisava de uma nota alta e eu decidi soltar. É uma manobra que é bem difícil e que não dá para soltar sempre. Tem que esperar o momento certo. E eu queria muito passar em primeiro”, detalhou Lucas Rabelo.

O que eu pensei foi: ‘se eu der uma manobra mais básica, eu vou passar em sétimo ou sexto e eu não queria andar primeiro’. Eu queria ser um dos últimos a andar. Então, eu decidi que se eu acertasse a manobra difícil e tirasse um 9.3 eu iria andar como o quinto skatista. Assim eu ia conseguir assistir a primeira volta de três ou quatro atletas até chegar a minha vez. Mas era uma manobra que eu sabia que ia ser uma nota bem alta e só estava esperando o momento certo para poder lançar”, acrescentou.

Lucas Rabelo (à esquerda) com o troféu de vice mundial de Skate (Crédito: GettyImages)

 

DISPUTA DA FINAL!

Já entre os melhores atletas do mundo, Lucas Rabelo começou a disputa com uma nota 7.7 na volta de 45 segundos, mas se complicou ao errar as duas primeiras tentativas de manobra. Com mais duas chances, o brasileiro respirou fundo e partiu para a recuperação.

Eu sabia que a nota da minha volta estava maior que a do Kelvin [Hoefler] e do Nyjah [Huston], que são duas pessoas que poderiam estar ali em cima. Como eles tinham errado, eu ainda tinha uma vantagem pelo fato da minha volta ter sido mais alta. Então, aí vem a parte boa de não ser o primeiro atleta a dropar”, avaliou.

Eu tinha separado duas manobras. Uma nota 9.3 e outra mais baixa, ou um 8.8 ou um 8.9. Porque varia muito se acerta ou não. Eu sabia que se o Kelvin acertasse a manobra que ele ia tentar ia tirar uma nota muito alta. E que eu ia precisar de um 9.3. Me mantive tranquilo e estava confiante nas minhas manobras. Esperei o momento certo. Quando eu vi que o Kelvin errou, eu vi que eu não precisava forçar tanto. Fui para garantir e guardei a manobra do 9.3 para a final mesmo”, revelou Lucas.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lucas R. (@lucasrabelo)

 

Por ter ficado entre os quatro melhores, Lucas Rabelo ganhou mais duas chances ao lado dos rivais para aumentar o somatório e buscar o título mundial. Com duas notas na casa dos nove pontos, o jovem garantiu o vice-campeonato mundial de Skate Street.

Foi um momento que eu respirei fundo e pensei que estava ali e tinha chance de ganhar. Eu queria acertar minhas manobras porque eu sabia que ia vir nota boa. Para ficar no top três, eu precisava de boas notas e precisava soltar tudo o que eu tinha. E foi o que eu fiz. Escolhi o obstáculo certo. A última manobra foi algo que eu não tinha planejado. Eu tinha pensado em uma outra manobra”, surpreendeu ao dizer.

Acabei conversando com meu empresário e meu amigo na hora e eles falaram: ‘para você ganhar vai precisar de um 9.4’. E eu pensei que manobra eu daria naquela pista. Então, até você ter uma criatividade rápida ali leva tempo. Aí eu comecei a pensar na manobra e apareceu na hora, sabe? E eu sabia que se acertasse ia ser uma nota muito boa e que poderia ser o suficiente para passar o primeiro. Então, eu respirei fundo e dava medo, sabe?”, brincou Lucas Rabelo.

Lucas Rabelo fez história representando o Brasil no Skate (Crédito: GettyImages)

 

SONHO DO TROFÉU!

Já com o troféu nas mãos, Lucas Rabelo parecia não acreditar no feito conquistado na carreira. Muito feliz com o vice-campeonato mundial, o brasileiro lembrou dos momentos que segurava a taça dos outros e pensava que um dia poderia viver e sentir a mesma sensação.

Eu esperei muito por esse momento de segurar um troféu em mãos. Eu esperei muito por aquele troféu. Foi algo que eu sempre desejei. Poder ter visto ele nas minhas mãos, sendo meu foi sensacional. Eu já tinha segurado um troféu do Luan [Oliveira], sou muito fã dele, ele tinha alguns troféus na casa dele e quando eu ia para lá eu sempre desejei ter um”, contou Lucas Rabelo, que emendou:

Quando o troféu chegou na minha mão eu até ri porque foi algo muito engraçado e bom ao mesmo tempo. Eu batalhei por isso e consegui ter ele na minha mão. E não é meu, é de todo mundo, é para nós”.
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lucas R. (@lucasrabelo)

 

VEJA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA!

FILME NA CABEÇA!

- Passou tudo o que eu já passei na minha vida. De onde eu saí. Lembrei da minha família, da minha avó. Por toda a distância que a gente teve durante esses anos todos. Lembrei que eu sentava na sala para assistir o Street League com meus amigos e que eu estava lá numa final com chance de ganhar. Tudo isso passou pela minha mente. Foi um filme longo em tão poucos segundos, sabe? Eu me senti pronto e com força extra para acertar.

PLANOS DO FUTURO!

- Eu não paro por aqui. Eu sou um cara que sempre quero mais. É muito difícil eu ficar satisfeito, estou sempre querendo mais. E acredito que com todo esforço e dedicação a gente consegue nossos objetivos. Mas pensando em curto prazo tem o Pan-Americano júnior, que vai ser bem importante e vai ser muito bom para a minha imagem.

- Esse é o meu plano, trazer uma vitória nesse e também no STU no Rio de Janeiro. Vão ser dois campeonatos muito importantes nesse final de ano. No momento, eu não quero pensar muito para o ano que vem, mas eu quero viver o hoje. Está sendo um ano incrível, mas que não acabou por aqui. Quero encerrar com chave de ouro.

SONHO DA CARREIRA!

- Todos [troféus] possíveis. Quero ter todos. Como eu falei, eu não estou satisfeito só com esse. Estou muito feliz, mas quero o do primeiro lugar, quero um troféu do Street League, quero uma medalha olímpica. Vou batalhar muito para isso. Quero me surpreender e mostrar para mim mesmo que eu posso criar mais. Abrir mais a cabeça para outras coisas e conquistar títulos diferentes. 

- Mas um sonho para mim que eu penso muito é poder ajudar as pessoas no Nordeste. Por lá tem muitos talentos. Às vezes só não tem uma oportunidade para poder sair de lá e mostrar. E sem dúvida alguma, meu sonho é poder abrir a cabeça de todo mundo e fazer as pessoas olharem para o Nordeste, que lá tem muitos skatistas.

RECADO AOS FÃS!

- O que posso dizer para você que me acompanha ou não é que você corra atrás do que deseja. Dê o seu melhor, se dedique 100% nas coisas que possam te agregar, tente sempre estar perto de pessoas que te apoiam e que querem te ver bem. Nunca desista. Demore o tempo que for você vai conseguir. Se você fizer sua parte vai ser bem recompensado.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!