Sportbuzz
Testeira
Futebol / ÍDOLO NA BRONCA!

Marcos ironiza Abel Ferreira: "Contra o Fortaleza que é clássico"

Às vésperas da final da Libertadores, Abel Ferreira optou por escalar a equipe reserva contra o São Paulo no Brasileirão e foi muito criticado pela torcida

Redação Publicado em 18/11/2021, às 11h03

Abel Ferreira recebeu muitas críticas após escalação polêmica no jogo contra o São Paulo - Getty Images
Abel Ferreira recebeu muitas críticas após escalação polêmica no jogo contra o São Paulo - Getty Images

Na última quarta-feira, 17, o Palmeiras recebeu o São Paulo no Allianz Parque e foi completamente dominado. O placar de 2 a 0 ficou barato se comparado às tantas oportunidades que o Soberano teve de balançar as redes. Com uma escalação polêmica, Abel Ferreira recebeu muitas críticas de torcedores e de ídolos, como o ex-goleiro Marcos.

Após escalar os titulares contra o Fluminense no Maracanã, o treinador português foi para o clássico contra o São Paulo com os seguintes titulares: Weverton; Marcos Rocha, Kuscevic, Renan e Jorge; Danilo, Patrick de Paula e Matheus Fernandes; Willian, Luiz Adriano e Breno Lopes.

Brigando para fugir do rebaixamento, o tricolor paulista apostou todas as suas fichas, entrou em campo com força máxima e teve as principais chances do jogo. Aproveitando os espaços deixados pela defesa palmeirense, o Soberano saía em velocidade e se colocava em situações de 3 contra 1 constantemente.

A falta de efetividade evitou uma goleada histórica no Allianz Parque 10 dias antes da final da Libertadores contra o Flamengo. Após a partida, o ex-goleiro Marcos não poupou críticas ao treinador e ironizou. 

"Põe o time titular lá contra o Fortaleza, lá que é clássico (palmas). Desculpa aí Abel Ferreira, todo meu respeito a você, mas hoje você deu um clássico de presente ao rival. E agradece, porque era pra ter sido mais! Chamou uma responsabilidade que não tinha necessidade", publicou o goleiro em suas redes sociais.

Em entrevista coletiva logo após a partida, Abel Ferreira comentou sobre a escalação e não deu o braço a torcer, sustentando o discurso de que o Palmeiras irá seguir o planejamento que foi feito independente do que acontecer.

"A mim, pagam para tomar decisões, e é uma coisa que eu faço. Sei há quanto tempo estou aqui, sei o que nos trouxe até aqui, sei do elenco que tenho. E podem ter certeza de uma coisa: temos um plano e vamos segui-lo até o fim, aconteça o que acontecer", falou o treinador.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!