Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Coronavírus » CONSCIENTIZAÇÃO!

Ex-Flamengo explica porque é a favor da volta do futebol na Coreia do Sul e não no Brasil: “Põe em risco os jogadores”

Craque foi contratado em 2018 para seguir sua carreira no futebol asiático

Pedro Ungheria Publicado em 10/05/2020, às 18h35

Ex-Flamengo comentou sobre a situação atual na Coreia do Sul
Ex-Flamengo comentou sobre a situação atual na Coreia do Sul - Instagram

Na Coreia do Sul desde 2018, Negueba bateu um papo neste domingo, 10, com o Globo Esporte! Contente com a retomada do calendário esportivo no país, o jogador de 28 anos do Gyeongnam comentou sobre o mais recente acontecimento.

Por mais que não tenha participado do primeiro jogo, que foi correspondente a primeira rodada, o ex-Flamengo contou que está em um processo de tratamento físico por conta de uma lesão que sofreu, por isso, ainda segue sendo poupando pelo comandante.

Sobre a pausa devido a pandemia de coronavírus, Negueba contou que ficou feliz com a novidade. Por mais que estranhe algumas medidas, ele afirmou que não existe sensação melhor de saber que, aos poucos, tudo está voltando ao normal.

“Aqui, nós estávamos treinando. Não parou em nenhum momento de treinar aqui na Coreia. Tivemos todo cuidado para não pegar e, graças a Deus, nenhum jogador foi contaminado. Voltaram os jogos, e foi um pouco estranho. Colocaram o som de torcida no estádio, é um pouco estranho, mas voltamos a fazer o que mais gostamos”, disse ele.

Por mais que concorde com a medida tomada pelas autoridades asiáticas, Negueba contou que não acredita que o retorno seja o melhor para o Brasil, justamente pela gravidade que a pandemia se encontra no seu país de origem.

“Eu concordei com a volta na Coreia, sim. Aqui já tá acabando essa pandemia e voltou o futebol, voltou o beisebol, e aqui tá bem tranquilo. Agora em relação ao Brasil e aos lugares mais afetados no momento, eu não concordo, porque põe em risco os jogadores e todas as pessoas que trabalham. Assim, desse jeito, não concordo”, continuou.

Para argumentar seu raciocínio, ele contou que ficou mais calmo ao notar como a população coreana agiu perante ao desafio, por isso, acredita que o resultado positivo foi uma consequência de uma população conscientizada.

“O protocolo é igual. Usar álcool em gel, que o clube deu. O clube deu máscara também. Sempre que a gente chega nos treinamentos mede a temperatura, para ver se está tudo legal. Antes dos jogos começarem, a gente fez o teste da Covid. As pessoas também se cuidam bastante, e isso é muito importante. Eu me sinto muito seguro na Coreia”, finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!