Sportbuzz
Testeira
Colunistas / José Renato / SUPERCLÁSSICO!

Moto Club e Sampaio Corrêa: conheça algumas curiosidades do Superclássico

Moto Club e Sampaio Corrêa formam a maior rivalidade do estado do Maranhão

José Renato Publicado em 10/08/2021, às 15h09 - Atualizado às 15h34

O clássico entre Moto Club e Sampaio Corrêa é popularmente conhecido como Superclássico - Getty Images/ Divulgação
O clássico entre Moto Club e Sampaio Corrêa é popularmente conhecido como Superclássico - Getty Images/ Divulgação

MOTO CLUB X SAMPAIO CORRÊA

A adoção do nome Superclássico para esse encontro se deve ao fato de ele envolver os clubes que possuem a hegemonia do futebol maranhense, com a maior quantidade de conquistas de campeonatos locais. Moto Club e Sampaio Corrêa estiveram presentes em grande parte das finais disputadas, sempre tendo os maiores públicos.

Eu não sou você amanhã

Essa rivalidade só tem crescido ao longo dos anos e em 2011 ganhou até as páginas das publicações locais, através da foto de uma criança vestida com a camisa do Moto Club e o pai com a camisa do Sampaio Corrêa, com a seguinte frase abaixo: “Cuide para que seu filho tenha sempre um futuro bem melhor que o seu”. O texto foi recebido como provocação rubro-negra e serviu para acirrar ainda mais a rivalidade.

Goleada no primeiro duelo

O primeiro confronto ocorreu em 14 de julho de 1940, pelo Campeonato Maranhense, e entrou para a história como a maior goleada do Sampaio no clássico: 7 a 2. A principal goleada do Moto Club aconteceu em partida pelo torneio municipal de 1963: 9 a 3.

Heptacampeonato

A maior sequência de títulos estaduais pertence ao Moto Club, o heptacampeonato a partir de 1944. A conquista veio no dia 7 de janeiro de 1951, quando o Moto venceu o Sampaio Corrêa por 3 a 1. Os dirigentes do Sampaio alegaram irregularidade na escalação de um jogador motense, o que fez com que a federação só oficializasse o título 12 dias mais tarde.

Esse seria o primeiro conflito entre as equipes decidido nos tribunais, algo que passou a ser frequente com o passar dos anos.

Moto não joga sem Mercy

O Campeonato Maranhense de 1951 começaria sem o heptacampeão Moto Club, que havia desistido da competição dias antes do seu começo. O motivo foi o impasse envolvendo o jogador Mercy. A federação julgou improcedente o contrato assinado entre o jogador e o Moto, puniu-o por 50 dias e afirmou que ele pertencia ao Sampaio.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!