Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / EITA!

Seleção Brasileira: CBF e Ancelotti vivem indefinições após acerto

A Seleção Brasileira deverá ter Carlo Ancelotti como treinador para a campanha até a próxima Copa do Mundo, porém a CBF ainda tem questões para acertar com o italiano

A Seleção Brasileira aguarda apenas alguns detalhes entre CBF e Carlo Ancelotti para ter o técnico em definitivo - GettyImages
A Seleção Brasileira aguarda apenas alguns detalhes entre CBF e Carlo Ancelotti para ter o técnico em definitivo - GettyImages

A Seleção Brasileira aguarda apenas alguns detalhes entre CBF e Carlo Ancelotti para ter o técnico em definitivo. No entanto, essas questões não possuem um prazo para serem definidas, visto que as partes não pretendem anunciar o acordo antes do italiano entrar em reta final de contrato com o Real Madrid. Segundo o site “Globo Esporte”, o treinador e a Confederação Brasileira de Futebol ainda possuem longas conversas pela frente.

De acordo com o site, a CBF e Carlo Ancelotti possuem quatro tópicos de discussão para serem definidos. O primeiro é a transição que será realizada e como ela será feita. A primeira discussão é em torno da sequência de Ramon Menezes como interino ou a chegada de um outro profissional que atua na Europa. Entre as partes, nada disso está definido, mas a tendência é de que outro técnico assuma o posto até a chegada do italiano.

Em relação às decisões no gramado, a comissão técnica é outra questão que não foi definida pela CBF e Ancelotti. A tendência é de que ele traga nomes de confiança para o ajudarem a trabalhar na Seleção Brasileira. É importante destacar que a equipe canarinha possui alguns nomes fixos, porém, com a chegada de um técnico de fora, uma mudança pode acontecer nos próximos meses.

Além disso, Carlo Ancelotti não conversou com a CBF em relação à possibilidade dele permanecer na Europa ou se mudar para o Brasil. Esse é um ponto importante, mas que ainda não foi definido por nenhuma das duas partes. No passado, Tite fazia expediente na sede da Confederação Brasileira de Futebol de segunda até sexta-feira. Mas as indefinições entre as duas partes ainda não pararam por aí.

Davide e Ancelotti na beira do gramado
Ancelotti trabalhou em diversos clubes da Europa antes de chegar na Seleção Brasileira (Crédito: GettyImages)

O cargo de coordenador também pode ser extinto. Na comissão passada, Juninho Paulista era o responsável por conduzir o futebol da Seleção Brasileira, porém Ednaldo Rodrigues não descarta assumir essa condição. Além disso, Carlo Ancelotti também poderia indicar alguém para essa função. Nomes como o de Kaká e Falcão não estão descartados.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!