Sportbuzz
Testeira
Futebol / RITMO PESADO!

Parreira afirma que é necessário mudar o calendário brasileiro e destaca: "É isso que mata o nosso futebol"

Ex-treinador apontou que a grande quantidade de competições que os clubes fazem é o principal problema

Redação Publicado em 31/08/2021, às 11h34

Carlos Alberto Parreira, ex-treinador - GettyImages
Carlos Alberto Parreira, ex-treinador - GettyImages

Todo o começo de temporada, ouvimos jogadores, ou membros da comissão técnica enfatizando como o calendário brasileiro é apertado, e exige demais dos atletas. Agora, quem também falou sobre o assunto foi o ex-treinador Carlos Alberto Parreira.

Responsável pela conquista brasileira do quarto título mundial, em 1994, Parreira participou do programa "Estádio CBN", da "CBN Diário", e aproveitou para cobrar uma mudança no calendário do futebol nacional.

Inclusive, o ex-comandante foi enfático quando apontou que a quantidade de competições durante a temporada é o principal problema para os clubes.

"O que mata o nosso futebol é o calendário. Durante quatro meses eu, Carlos Alberto (Torres), Cafu, Muricy (Ramalho) e Ricardo Rocha estudamos o calendário para sugerir melhorias. O que eu digo é que quem consertar o calendário do futebol brasileiro será um gênio, porque há necessidade de conciliar três pilares: o técnico, o econômico e o político. É impossível conciliar todos num só", analisou Parreira.

Dessa forma, ele vê como uma possível solução a colocação dos estaduais e regionais para o fim da temporada, começando a partir de setembro. Assim, os clubes que estão no Brasileirão participam dessas competições apenas na fase decisiva. 

"O mais importante, em termos de competição, é o Campeonato Brasileiro, Libertadores ou Sul-Americana e Copa do Brasil. Depois o Estadual. O que não pode é um Estadual ocupar 16 datas do calendário. Deixa essa competição para a reta final do ano, com seis datas com a entrada dos times grandes. É preciso priorizar o Brasileiro com 38 jogos de alto nível. Ganhar um Brasileiro é muito difícil", sugeriu.

Além de participar como treinador na campanha do tetra, Parreira também esteve na conquista do tri em 1970, no México, mas como preparador físico. Ele também comandou a seleção na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, quando Brasil foi eliminado nas quartas de final pela França.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!