Sportbuzz
Testeira
Futebol / PEDIDO DE DESCULPAS

Palmeiras: Danilo se desculpa por comemoração homofóbica em título

Palmeiras foi campeão paulista diante do São Paulo no último final de semana, e na hora de provocar o rival Danilo utilizou um termo homofóbico

Redação Publicado em 06/04/2022, às 07h26

Palmeiras em campo com Danilo - Cesar Greco/Palmeiras/Flickr
Palmeiras em campo com Danilo - Cesar Greco/Palmeiras/Flickr

O jogador do Palmeiras, Danilo utilizou suas redes sociais nesta quarta-feira, 6, para pedir desculpas pelo termo homofóbico que utilizou na hora de comemorar o título do Paulistão conquistado pela diante do São Paulo, no último domingo, 3. Acontece que depois da goleada por 4 a 0, o volante se referiu ao clube rival como "bambis".

Essa expressão é de cunho pejorativo e que os rivais do São Paulo costumam utilizar para provocar o time paulista. De acordo com as informações do site "GE", o caso acabou parando no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) e será analisado. Em seu pedido de desculpas, Danilo diz que sabe que utilizou palavras que não deveria.

 

Canal - SportBuzz

"Estou aqui para pedir desculpas a todos pela forma como me comportei depois da conquista do título paulista. Acabei me deixando levar pelo calor do momento e usei algumas palavras que não deveria ter usado", começou dizendo o jogador ao longo do texto publicado em seu perfil oficial no "Instagram".

"Sou negro, nasci no Nordeste e vim de família humilde. Jamais faria algo com a intenção de agredir ou ofender alguém. Quem me conhece sabe do meu caráter e de todas as dificuldades que superei para chegar a um dos maiores clubes do futebol mundial", continuou Danilo em seu pedido de desculpas.

Palmeiras em campo com Danilo e Dudu na final do Paulistão
Palmeiras em campo com Danilo e Dudu na final do Paulistão (Crédito: Cesar Greco/Palmeiras/Flickr)

 

"Faço parte do elenco profissional do Palmeiras desde 2020 e sempre cumpri todas as regras. Dentro de campo, sou um atleta disciplinado, leal, que toma poucos cartões e procura fazer o melhor pela equipe. Mas, fora de campo, sou um ser humano que acerta e erra, como qualquer outro. Exagerei nas brincadeiras e, por isso, peço novamente desculpas. Sou jovem e estou disposto a aprender com tudo o que aconteceu", disse o jogador.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Danilo Santos (@daniillo_10)

 

Em casos como este, o artigo 243-G do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) prevê uma pena de suspensão de cinco a dez partidas, além do pagamento de multa, para quem "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!