Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / EITA!

No Egito, jogadores são vetados de jogo com acusações de usar maconha

Nesta quinta-feira, 5, no confronto entre Zamalek e El-Dakhelya, dois jogadores da equipe da casa foram retirados de campo, com acusações de consumirem maconha

Redação Publicado em 06/01/2023, às 14h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jogadores são retirados de campo por acusações de consumo de maconha - Getty Images
Jogadores são retirados de campo por acusações de consumo de maconha - Getty Images

O presidente do Zamalek, Mortada Mansour, já é conhecido por polêmicas e seu estilo icônico. No entanto, nesta quinta-feira, 5, o dirigente teve um dia marcante e atípico. Minutos antes da bola rolar no confronto contra El-Dakhelya, pelo Campeonato Egípcio, o cartola afastou dois jogadores, que já estavam em campo, alegando que ambos estavam sob efeitos da maconha.

Em entrevista a TV do clube, Mansour disparou e justificou o veto dos jogadores. “Ahmed Fetouh e o Abdallah Gomaa entraram em campo sob a influência de marijuana. Desrespeitaram o clube. Quando souberam que havia testes de drogas antes do jogo, decidiram não jogar. Disse-lhes que, quando os resultados fossem conhecidos, eles iriam embora”, afirmou.

Jesualdo Ferreira, conhecido no futebol brasileiro por seu curto trabalho no Santos, teve que alterar a escalação minutos antes da partida começar, já que ambos os atletas estavam na equipe titular. Com a bola rolando, o Zamalek conseguiu um empate nos últimos minutos e o jogo terminou em 1 a 1, mantendo o clube como 2º colocado do campeonato.

Após o término da partida, o presidente do clube voltou a atacar, desta vez contra a Liga Egípcia. Segundo Mansour, a competição vem sofrendo com manipulação de arbitragem e acusou a Federação Egípcia de Futebol de favorecer o Al-Ahly, grande rival do Zamalek. Em seus ataques, o dirigente puniu o seu elenco, que sofrerá com a suspensão de pagamento dos salários.

Confusão entre Zamalek e Al-Ahly na final da Liga dos Campeões da Ásia (Crédito: Getty Images)
Confusão entre Zamalek e Al-Ahly na final da Liga dos Campeões da Ásia (Crédito: Getty Images)

“Vou me reunir amanhã com o Ferreira para tentar salvar o clube. Não vamos continuar nesta Liga enquanto a atual liderança continuar. Não vamos continuar a participar numa farsa liderada pela federação e pelo Comité de Árbitros, com o objetivo de dar o título ao nosso rival”, desabafou Mortada Mansour.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!