Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / ABRIU O JOGO!

Daniel Alves perdoa vítima em acusação de estupro e desabafa: “História de…”

Daniel Alves concedeu a sua primeira entrevista desde que foi preso na Espanha após ser acusado de estupro; jogador pediu desculpas para Joana Sanz

Daniel Alves falou sobre o episódio de estupro que se envolveu no dia 31 de dezembro de 2022, numa boate de Barcelona - GettyImages
Daniel Alves falou sobre o episódio de estupro que se envolveu no dia 31 de dezembro de 2022, numa boate de Barcelona - GettyImages

Daniel Alves quebrou o silêncio sobre o episódio de estupro que se envolveu no dia 31 de dezembro de 2022, em uma boate localizada em Barcelona. Em entrevista exclusiva para o jornal espanhol “La Vanguardia”, ele falou pela primeira vez sobre tudo que aconteceu naquela madrugada e aproveitou o momento para pedir desculpas a Joana Sanz, além de anunciar o seu perdão a vítima da agressão sexual.

De acordo com Daniel Alves, ele é inocente no caso e fez questão de dizer que não viu a garota de 23 anos de idade chorar. O jogador declarou que não entendeu o motivo da jovem ter gerado todo esse episódio contra ele. Além disso, o ex-atleta da Seleção Brasileira aproveitou o momento para dizer que a única pessoa a quem deve desculpas é Joana Sanz, sua ex-esposa.

Eu a perdoo. Ainda não sei porque ela (a suposta vítima) fez tudo isso, mas a perdoo. E queria pedir desculpa à única pessoa a quem tenho que pedir desculpa, que é a minha mulher, Joana Sanz. A mulher com quem me casei há oito anos, ainda sou casado e espero viver com ela por toda a minha vida”, afirmou.

O multicampeão pelo Barcelona ainda deu a sua versão em relação ao que aconteceu naquela madrugada do dia 31 de dezembro de 2022. Daniel Alves contou que se apresentaria a polícia na mesma noite se ele soubesse do estado da garota de 23 anos. Ao contrário das versões divulgadas, o atleta garante que foi a garota de 23 anos que correu em sua direção. Além disso, o brasileiro ressaltou que se tivesse a visto chorando, ele a ajudaria.

Daniel Alves em ação durante a Copa do Mundo (Crédito: Getty Images)
Daniel Alves em ação durante a Copa do Mundo (Crédito: Getty Images)

Quando a mulher com quem tenho um problema sai do banheiro atrás de mim, fico um pouco na minha mesa. Ao sair, soube pelas imagens que passei perto de onde a mulher estava chorando. Eu não a vi. Se a tivesse visto chorar, eu teria parado para perguntar o que estava acontecendo. Naquele momento, se algum responsável pela discoteca me pedisse para esperar porque a jovem alegava que eu a teria agredido sexualmente, não iria para casa. Na mesma noite apareceria em uma delegacia para esclarecer”, seguiu.

Para completar, Daniel Alves ainda se justificou sobre o motivo de dar entrevista após a sua condenação: “Resolvi dar esta entrevista, a minha primeira desde que estou aqui, para que as pessoas saibam o que penso. Que conheçam a história pelo que vivi naquela manhã naquele banheiro. Até agora, uma história muito assustadora de medo e terror foi contada, que não tem nada a ver com o que aconteceu, nem com o que eu fiz. Tudo o que aconteceu e não aconteceu lá dentro só ela e eu sabemos”.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!