Sportbuzz
Testeira
Futebol / MUDANÇAS

Cruzeiro: presidente revela que contrato com Ronaldo ainda pode mudar

Cruzeiro teve nesta semana a divulgação do pré-contrato de venda da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) a Ronaldo Fenômeno, mas as coisas ainda podem mudar

Redação Publicado em 23/03/2022, às 11h42

Cruzeiro revela que contrato com Ronaldo ainda pode mudar - XP/Cruzeiro/Flickr
Cruzeiro revela que contrato com Ronaldo ainda pode mudar - XP/Cruzeiro/Flickr

O Cruzeiro divulgou nesta semana o pré-contrato de venda da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do clube a Ronaldo Fenômeno, e o presidente da Raposa, Sérgio Santos Rodrigues se manifestou dizendo que o acordo feito entre eles ainda pode sofrer algumas alterações até que seja totalmente finalizado por ambas as partes.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o mandatário cruzeirense justifica a assinatura do acordo naqueles termos e revela que o contrato ainda pode mudar. A declaração foi dada por Sérgio Santos Rodrigues durante uma conversa rápida com os jornalistas. Foi o presidente que liderou, por parte do Cruzeiro, as conversas com Ronaldo e a empresa que intermediou o negócio.

Canal - SportBuzz

O mandatário citou a urgência pela conquista de receitas do clube mineiro para justificar a diferença entre o acordo feito para a equipe Celeste e as recentes vendas das SAFs dos clubes cariocas Botafogo e Vasco, que ainda estão em andamento apesar de a assinatura dos compradores já ter sido feita.

"Desse documento que foi vazado, na minha opinião de forma até criminosa, eu acho que tudo ali está suscetível a mudança. Obviamente, no dia 4 de abril vai ser submetido ao conselho do Cruzeiro o documento final com a apresentação dos termos que a gente pretende sacramentar a proposta. Tudo que foi colocado está sujeito a mudança", iniciou.

Cruzeiro assina acordo de venda com Ronaldo Fenômeno
Cruzeiro assina acordo de venda com Ronaldo Fenômeno (Crédito: XP/Cruzeiro/Flickr)

 

"Não posso entrar no mérito agora por conta da confidencialidade, mas um exemplo que dei foi a própria questão das Tocas (da Raposa, centros de treinamento) não estava prevista no primeiro documento e agora existe", explicou o presidente apesar de informar que não poderia aprofundar mais as informações no momento.

"Conselho tem que saber, torcida tem que saber. No dia 4 vai ser votado. Normal no início das tratativas não divulgar todas as cláusulas. No final vai ser divulgado. Mas tem cláusula que pode não estar no final. A gente tinha urgência de receita, diferente de Vasco e Botafogo. Por isso assinamos documento inicial para garantir esse aporte de 50 milhões. Jamais faria um contrato que não é favorável ao Cruzeiro", finalizou o mandatário.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!