Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / EITA!

Atlético-MG empata com Cruzeiro, e Coudet sai insatisfeito

O Atlético-MG empatou com o Cruzeiro no campeonato estadual, e Eduardo Coudet se mostrou insatisfeito com o placar final do confronto; veja detalhes

Redação Publicado em 14/02/2023, às 07h04

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O Atlético-MG empatou com o Cruzeiro, e Coudet não saiu satisfeito com o resultado - Pedro Souza/Atlético Mineiro
O Atlético-MG empatou com o Cruzeiro, e Coudet não saiu satisfeito com o resultado - Pedro Souza/Atlético Mineiro

O Atlético-MG e o Cruzeiro se enfrentaram na última segunda-feira, 13, e ficaram no empate de 1 a 1, na Arena Independência. Depois da partida, Eduardo Coudet avaliou a forma como o Galo atuou durante os 90 minutos do jogo e não saiu satisfeito com o que viu da sua equipe. Segundo ele, com o elenco que tem em mãos, o time alvinegro pode jogar ainda mais. 

Ao que tudo indica, Eduardo Coudet deixou o clássico contra o Cruzeiro com o sentimento de que o Atlético-MG poderia ter saído com a vitória ao final do jogo. O Galo teve chances para vencer, mas a Raposa acabou tendo algumas possibilidades de ataques que não estavam previstas pelo comandante argentino. Com isso, ele avisou logo no início da entrevista coletiva que: 

Pelo meu time podemos jogar muito melhor", afirmou. 

"Acho que terminou sendo muito disputada (a partida). Muitas vezes ficava um contra um, mas isso criou muita dificuldade para nós. Temos que ter mais a bola, ter mais tempo, melhor ou não, temos jogadores de muita condição técnica e temos que fazer valer isso. Seguir trabalhando, buscando o melhor para o time, vamos utilizando muitos jogadores", continuou sua análise do clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG.

Hulk
Hulk em ação depois de marcar um golaço de falta na partida contra o Cruzeiro no estadual (Crédito: Pedro Souza/Atlético Mineiro)

Além disso, Eduardo Coudet aproveitou o momento para elogiar Paulo Pezzolano. Ele fez questão de destacar a valentia do treinador rival e também a sua qualidade para armar as equipes. Segundo o técnico do Atlético-MG, o favoritismo do Galo não existiu no clássico contra o Cruzeiro e ele evitou ao máximo que isso viesse à tona. De acordo com o argentino, uma partida como essa tem que ser jogada e não apenas projetada horas e dias antes. 

Clássicos são assim, não tem favoritismo de ninguém. Tem que jogar! Eles têm um grande treinador, valente, que busca a tratar de impor sua forma e conhece os jogadores que tem", finalizou.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!