Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » TCHAU INVENCIBILIDADE!

Arsenal perde muitos gols, é derrotado em casa, mas fica com a classificação na Europa League

Ingleses contaram com a vantagem construída no jogo de ida para se classificarem às quartas de final

Redação Publicado em 18/03/2021, às 14h23 - Atualizado às 16h53

Pépé perde gol na defesa de José Sá
Pépé perde gol na defesa de José Sá - Getty Images

Nesta quinta-feira, 18, o Arsenal recebeu o Olympiakos, no Emirates Stadium, pelo jogo de volta das oitavas de final da Europa League. Os Gunners construíram boa vantagem no jogo de ida ao vencerem os gregos por 3 a 1 e só perderiam a classificação se perdessem por três gols de diferença.

ESCALAÇÕES:

ARSENAL: Leno; Bellerín, David Luiz, Gabriel Magalhães e Tierney; Elneny e Xhaka; Pépé, Ceballos e Smith-Rowe; Aubameyang.

OLYMPIAKOS: José Sá; Ba, Sokratis e Holebas; Androutsos, M’Vila, Camara e Reabciuk; Masouras, Fortounis e El Arabi.

1º Tempo

O jogo começou muito truncado no meio de campo. O Arsenal até ficava mais tempo com a bola, mas faltava criatividade para chegar ao gol nos minutos iniciais. O Olympiakos, por sua vez, ficou a maior parte do tempo no campo defensivo.

A primeira chance de perigo veio apenas aos 17 minutos da primeira etapa. Ceballos lançou para Pépé, que ganhou na velocidade, o goleiro José Sá saiu em cima do atacante, que conseguiu driblá-lo, porém a finalização foi desviada por Sokratis e acabou indo para fora. Na cobrança do escanteio, Gabriel Magalhães ganhou de cabeça, mas ficou fácil para a defesa do goleiro.

Na sequência, fez uma ligação direta para El Arabi, o atacante dominou e foi carregando até chegar de frente com o gol e bater com força, para a bonita defesa de Leno.

Aos 23, Aubameyang recebeu um belo passe de Ceballos na entrada da área e ficou cara a cara com o goleiro, porém, o atacante acabou exagerando na dose e chutou por cima do gol, perdendo a melhor chance dos Gunners no jogo, até então.

O jogo permaneceu morno durante praticamente todo o restante do segundo tempo, com o time grego conseguindo ficar um pouco mais com a bola, porém sem jogadas de perigo para ambos os lados. Até que, apenas no último lance do primeiro tempo, Smith-Rowe conseguiu criar uma última chance de perigo, recebendo um passe da esquerda do campo, abrindo para a sua perna direita e batendo forte, porém o goleiro português defendeu com facilidade.

 

 

2º Tempo

O segundo tempo já começou mais intenso, com duas chances do Olympiakos logo no início, porém nenhuma delas levou muito perigo. O time grego mostrou ter voltado do intervalo com mais iniciativa e isso ficou mais claro logo aos cinco minutos, quando El Arabi abriu o placar após a bola desviar em Gabriel Magalhães.

Com 10 minutos da segunda etapa, Mikel Arteta chamou Partey e Odegaard para entrarem no lugar de Elneny e Ceballos, fazendo as duas primeiras alterações do Arsenal na partida. Um pouco depois, aos 14 minutos, após cruzamento de Tierney, Pépé finalizou muito bem de primeira e só não marcou um golaço porque a bola bateu em Smith-Rowe e acabou saindo.

Logo depois, o técnico Pedro Martins tirou Androutsos e Masouras, para colocar Bruma e Randelovic, com o intuito de dar mais velocidade ao time. Aos 27 minutos, M’Vila recebeu o segundo cartão amarelo da equipe grega no jogo.

Aos 30 minutos, em um lance de ataque do Arsenal, a bola sobrou para Odegaard, que chutou por cima do gol. Na sequência, o norueguês fez um passe para Pépé dentro da área, o marfinense se posicionou para bater, mas o chute não saiu como o esperado e ficou fácil nas mãos de José Sá.

Aos 35, mais um bom passe de Odegaard, que lançou Aubameyang, o gabonês saiu cara a cara com o goleiro e tentou a cavadinha, porém o chute passou ao lado do gol. Na sequência. Smith-Rowe e Bellerín saíram, para a entrada de Martinelli e Chambers.

Logo depois que entrou, o brasileiro sofreu falta de Ba. O zagueiro foi advertido com cartão amarelo, não gostou e jogou a bola no chão. O árbitro não gostou da atitude do defensor e o expulsou.

Aos 41, Martinelli arrancou pela esquerda e tocou para Aubameyang, que tentou marcar de letra, porém, acabou perdendo mais um gol em outra boa defesa do goleiro português. O Arsenal continuou pressionando nos minutos finais, mas não conseguiu evitar a derrota, perdendo a invencibilidade que tinha no torneio.

Com o resultado, o Gunners se classificou para as quartas de final da Europa League por um placar agregado de 3 a 2. O sorteio dos jogos da próxima fase acontece na sexta-feira, 19, e você confere tudo aqui, no Sportbuzz.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!