Sportbuzz
Testeira
Futebol / LAMENTÁVEL!

Após partida entre Cruzeiro e CSA, jogadores saem no soco e polícia precisa intervir; saiba mais!

Confusão envolvendo os atletas de Cruzeiro e CSA ainda foi para os vestiários, e continuou nas redes sociais

Redação Publicado em 27/09/2021, às 07h06

Jogadores de Cruzeiro e CSA no momento da confusão entre as equipes - Transmissão SporTV
Jogadores de Cruzeiro e CSA no momento da confusão entre as equipes - Transmissão SporTV

Na tarde deste domingo, 26, o Cruzeiro perdeu para o CSA por 2 a 1 de virada, pelo Brasileirão Série B. Se dentro de campo já houve algumas provocações, fora dele a confusão criada foi ainda maior, com a polícia precisando intervir com spray de pimenta.

Confira o vídeo do momento da confusão:

Acontece que depois do apito final, jogadores do CSA foram perseguidos pelos do Cruzeiro. A briga foi da porta do vestiário para dentro dele, e em seguida chegou até as redes sociais de ambos os clubes, que continuaram postando provocações.

Por exemplo, depois da vitória em Belo Horizonte, o "Twitter" oficial do CSA fez a publicação de uma mensagem provocando o time mineiro pelos incidentes no estádio.

Teve ainda um grande desentendimento entre o volante Adriano, do Cruzeiro, e o lateral Cristovam, do CSA. Tudo começou com o gol da virada do time alagoano, marcado pelo atacante Iury Castilho.

Na hora de comemorar, os jogadores do CSA fizeram referência, com gestos de telefone, ao episódio "Fala, Zezé", que aconteceu com o Thiago Neves em áudio enviado ao ex-presidente do Cruzeiro, horas antes de partida diante do CSA, em 2019.

Foi por conta dessa atitude que o volante cruzeirense se irritou, e correu na direção ao adversário, até pulando as placas de publicidade para alcançá-lo. Aí, não tinha como evitar mais a briga, que envolvendo outros atletas, que foram em direção ao vestiário dos alagoanos.

Nas imagens, era possível ver que o meia Giovanni, do Cruzeiro, era um dos mais exaltados durante toda a confusão, e de acordo com a assessoria do Cruzeiro, o jogador não tentou invadir o vestiário do adversário.

Dessa forma, a discussão do atleta teria sido com a própria Polícia Militar, pela utilização do gás de pimenta. De acordo com o site "Globo Esporte", a assessoria do clube afirmou que o meia tentava tirar os jogadores do CSA da confusão naquele momento.

Depois que tudo aconteceu, os jogadores do CSA tiveram que ficar no gramado por um longo tempo depois do fim do jogo. Isso porque o vestiário, onde a Polícia Militar usou o gás de pimenta para controlar a situação, estava impossibilitado para uso.

Ainda, o Batalhão de Choque foi acionado no estacionamento do Independência para tentar conter a briga, mas cerca de 30 minutos depois do fim da partida, os ânimos foram acalmados entre as duas equipes.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!