Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Tênis / É O FIM?

Nadal abre o jogo sobre futuro no tênis: "Não posso e não quero"

Nadal falou sobre as dificuldades que vem enfrentando com as dores no pé que sente há anos; tenista acredita que ela será a responsável pelo encerramento da carreira

Redação Publicado em 06/06/2022, às 09h46

Nadal, tenista - GettyImages
Nadal, tenista - GettyImages

Nadal abriu o jogo sobre sua continuidade no tênis por conta das fortes dores que sofre há anos no pé esquerdo. Neste domingo, 5, o espanhol conquistou o seu 14º título de Roland Garros, e durante a entrevista coletiva colocou em dúvida o restante da carreira, principalmente pela forma como conduziu a disputa em Paris.

"Consegui competir nesta quinzena porque meu médico me deu injeções para anestesiar meu pé, mas é um risco. Nas condições atuais, não posso e não quero continuar jogando até que uma solução seja encontrada. O que tenho no pé não piorou, mas quando se joga com uma parte do corpo podem surgir outros problemas físicos e esse é um risco que não quero correr", disse.

Canal - SportBuzz

Depois de vencer o norueguês Casper Ruud por 6/3, 6/3 e 6/0, Nadal falou que jogar tênis é uma das coisas que ele mais ama e prioriza na vida, mas que não pode estar acima da sua felicidade e da sua saúde. "Se não me sinto competitivo não fico feliz, não é uma questão de ganhar mais títulos ou não, apenas de poder fazer o que gosto, que é jogar tênis", contou.

O tenista espanhol ainda revelou que na próxima semana vai testar um novo tipo de tratamento para tentar resolver de vez o problema do pé, chamado de síndrome de Müller-Weiss, que ele sofre em um osso do pé já faz anos e que causa fortes dores no local. No entanto, Nadal ainda tem um compromisso pela frente com Wimbledon, mas ele fez ressalvas.

Nadal abre o jogo sobre dores no pé
Nadal abre o jogo sobre dores no pé (Crédito: GettyImages)

"Wimbledon é uma prioridade, os Grand Slams são uma prioridade. Jogar com anti-inflamatórios sim, com injeções de anestesia não", contou o tenista, que em entrevista ao "Eurosport" revelou que teve que jogar com o pé anestesiado por conta das dores, reforçando que não sentia sensação nenhuma em seu pé.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!