Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Tênis / COMPLICADO

Djokovic passa a integrar lista do US Open mesmo sem se vacinar

Djokovic já havia informado que não vai toma a vacina contra o coronavírus, mas os Estados Unidos proíbem a entrada de pessoas sem as doses do imunizante

Redação Publicado em 21/07/2022, às 08h24

Djokovic, jogador de tênis - GettyImages
Djokovic, jogador de tênis - GettyImages

Djokovic passou a integrar a lista de inscritos do US Open, que vai acontecer em Nova Iorque entre os dias 29 de agosto e 11 de setembro mesmo sem ter tomado as doses da vacina contra o coronavírus. O atual vencedor de Wimbledon teve seu nome colocado pela organização do evento mesmo sem ele ter se vacinado.

Porém, a questão maior nesse sentido é que o governo americano proíbe que estrangeiros sem vacina entrem no país. Dessa forma, teoricamente, Djokovic não poderia estar em quadra para a disputa da competição. Vale lembrar, inclusive, que o tenista sérvio passou por uma situação parecida durante o Australian Open em janeiro deste ano, também por conta da vacina.

Canal - SportBuzz

Naquela oportunidade, o tenista precisou ser deportado da Austrália por não ter a vacinação completa contra o coronavírus. Porém, no caso do US Open, Djokovic mostrou vontade de participar do torneio, mas já afirmou que não vai fazer nenhum tipo de esforço para que a vacina chegue em seu braço para que tudo fique regularizado.

"Eu adoraria ir aos Estados Unidos, mas no momento não é possível. Não tem muito o que eu possa fazer. Depende realmente do governo americano de aceitar ou não a entrada de uma pessoa não vacinada em seu território. Eu não estou vacinado e não planejo me vacinar", disse o tenista em sua mais recente entrevista.

Djokovic em quadra durante a disputa em Wimbledon
Djokovic em quadra durante a disputa em Wimbledon (Crédito: GettyImages)

É importante destacar que a organização do US Open em si não proíbe a participação de tenistas que não estejam vacinados, mas nesse caso terá que respeitar as regras que são colocadas pelo governo dos Estados Unidos com relação a entrada dos estrangeiros no país, de acordo com as informações da associação de tênis dos EUA.

Sequência interrompida?

Djokovic levantou o troféu de campeão em Wimbledon neste mês de julho, faturando agora um total de 21 títulos em Grand Slams, tornando-se o segundo maior vencedor da história da competição, atrás apenas de Rafael Nadal, que possui 22. Caso pudesse participar do US Open, o sérvio teria a oportunidade de emplacar uma sequência de conquistas no ano.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!