Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Outros Esportes / SEM INVESTIMENTOS!

Ministra Ana Moser afirma que e-sports não são esportes

Ana Moser, atual ministra do Esporte, afirmou que não considera os e-sports como esportes e a categoria não receberá investimentos do Governo Federal

Redação Publicado em 10/01/2023, às 15h11

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ana Moser diz que e-sports não são esportes - Reprodução / Twitter
Ana Moser diz que e-sports não são esportes - Reprodução / Twitter

Ana Moser, ministra do Esporte do Governo Lula, considera que os e-sports não são considerados esportes. Sendo assim, a pasta não direcionará investimentos para o seguimento. Inclusive, a ex-jogadora de vôlei comparou o treino dos atletas dos esportes eletrônicos ao da cantora Ivete Sangalo, além de afirmar que fazem parte da indústria de entretenimento.

“A meu ver, o esporte eletrônico é uma indústria de entretenimento, não é esporte. Então, você se diverte jogando videogame, você se divertiu. ‘Ah, mas o pessoal treina para fazer’. Treina, assim como o artista. Eu falei esses dias, assim como a Ivete Sangalo também treina para dar show e ela não é atleta da música. Ela é simplesmente uma artista que trabalha com entretenimento”, afirmou.

Dando razões a sua afirmação, Ana Moser declarou que a impressibilidade dos esportes não são encontradas nos e-sports. “O jogo eletrônico não é imprevisível. Ele é desenhado por uma programação digital, cibernética. É uma programação, ela é fechada, ela não é aberta, como o esporte”, disse a ministra.

Em suma, a ministra afirmou que os esportes eletrônicos não receberão investimentos e apoio do Governo Federal, pelo menos a primeira instância. “A questão do esporte eletrônico a nível federal ainda não é uma realidade. Não tenho essa intenção [de investir nisso]. No meu entendimento, não é esporte”, declarou.

Ana Moser quando era jogadora de vôlei (Crédito: Getty Images)
Ana Moser quando era jogadora de vôlei (Crédito: Getty Images)

Por fim, a ministra relembrou a Lei Geral do Esporte. “A gente lutou, no ano passado, eu na minha vida pregressa, a frente da Atletas pelo Brasil, a gente fez uma ação muito forte junto ao Legislativo para o texto da Lei Geral [do esporte] não ser aberto o suficiente para poder ter o encaixe dos esportes eletrônicos. O texto está lá protegendo o esporte raiz”, finalizou.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!