Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Lutas / MMA » ESPECIAL

Exclusivo: Inspirado pelo pai, Filipe Esteves vive o sonho de ser lutador profissional de MMA

Vencedor do Brazil MMA, lutador ganhou destaque nacional por doar premiação ao adversário: "Nada mais justo"

Gabriela Santos e Lucas Miluzzi Publicado em 25/06/2020, às 11h36

Inspirado pelo pai, Filipe Esteves vive o sonho de ser lutador profissional
Inspirado pelo pai, Filipe Esteves vive o sonho de ser lutador profissional - Instagram

Invicto na carreira, o lutador Filipe Esteves soma sete vitórias no MMA: três por nocaute e quatro por finalização. Atual campeão do Brazil MMA, o atleta ganhou destaque em agosto do ano passado, quando venceu a luta contra Rildeci Escorpião e surpreendeu com a finalidade que deu para sua premiação.

Integrante da Seleção Brasileira de Wrestling, Esteves tomou conhecimento da história do oponente e decidiu doar para Rildeci a bolsa de R$ 500 que recebeu pela participação na luta. Durante sua participação na live transmitida pelo SportBuzz nesta quarta-feira, 24, Filipe contou que quando descobriu que o adversário viajou de ônibus do Pará até a Bahia para lutar, e gastou praticamente todo o valor da bolsa com as despesas.

Ele destaca que em todas as lutas são montados grupos em aplicativos de conversa para que os atletas fiquem por dentro das novidades. Assim, ele ficou sabendo das despesas de Rildeci quando o atleta compartilhou uma foto da passagem de ônibus comprada.

“Em todos os eventos a gente monta um grupo em que todos os atletas estão por dentro. Então, o Ridelci mandou ‘aí, galera, passagem comprada!’, e mandou uma foto do bilhete. Quando eu vi o bilhete, custava R$ 428, quase o valor da bolsa. Sem contar que ele tinha que se hospedar e se alimentar. Ele ia lutar praticamente de graça, só em busca do sonho dele”, disse Esteves.

Filipe ainda salienta que o atleta de MMA no Brasil tenta fazer o máximo de lutas possível para poder subir no ranking mundial e conseguir mais visibilidade para participar de grandes eventos. As bolsas no Brasil para os atletas da modalidade normalmente são de R$ 500 e por muitas vezes não arcam com os custos da luta.

“A maioria dos eventos pagam R$ 500. É um valor absurdo, mas é o comum do cenário nacional. Não paga nenhum dente. Então, se o cara quebra um dente na luta, ele se deu mal”, acrescenta Filipe.

Antes da luta, Rildeci Escorpião tinha 32 lutas na carreira, sendo 23 vitórias. Ele vinha de duas vitórias em um dos melhores eventos que tem no Japão, e a ideia de Filipe Esteves, que tinha seis lutas no MMA, era alavancar no esporte.

Sobre a decisão de doar a bolsa para Escorpião, Filipe diz que já estava decidido que abriria mão da bolsa para o adversário e que a ideia era falar com ele pessoalmente, fora do octógono. No entanto, quando viu que o oponente estava abalado pela derrota, não se conteve com a emoção e decidiu falar.

“A ideia era falar com ele fora do octógono, mas quando a luta acabou, o Rildeci ficou de cabeça baixa. Tentei levantar ele, mas ele ainda estava triste. E eu disse, olha, o que eu consigo fazer por você, se aceitar, é doar minha bolsa para você. Quando falei que ia doar a bolsa, ele começou a chorar. E eu comecei a chorar junto. O locutor decidiu anunciar isso no evento e por isso repercutiu”, destaca Filipe.

Esteves iniciou no esporte aos oito anos de idade incentivado pelo sonho do pai em ser um atleta profissional. Hoje, Filipe é atleta de MMA e professor de wrestling e judô para crianças.

“Eu iniciei na luta aos oito anos de idade. Hoje eu sou faixa preta de judô e jiu-jitsu. E sou professor de judô, dando aula para crianças em escolas. Também dou aula de wrestling. Na minha infância, meu pai foi meu maior incentivador. Ele sempre sonhou em ser lutador, mas por conta das dificuldades, tendo que trabalhar muito cedo, ele não conseguiu realizar o sonho dele. Então, ele incentivou a mim, ao meu irmão e a minha irmã no esporte. E foi dai que começou a minha história no esporte. Em 2015 eu entrei na Seleção Brasileira de wrestling e as coisas foram acontecendo na minha vida”, disse.

Segundo ele, a atitude que teve com Escorpião é comum na família. Assim, ele não esperava tanta repercussão. 

Na verdade, o que eu fiz é comum na minha família. Eu fui criado dessa forma. Meus pais me criaram com esses conceitos de vida. Para mim foi simples, já que eu estava dentro da minha cidade, não tive gastos de locomoção ou de hospedagem. Ele (Rildeci) estava me ajudando ali, nada mais justo do que ajudar ele, completou.

Treinos na pandemia

Em casa por conta da pandemia de coronavírus, Filipe Esteves teve que se adaptar nos treinos. Compartilhando sua rotina de exercícios com os seus mais de 15 mil seguidores no Instagram, Esteves reúne a família nos treinamentos.

“Eu estou conseguindo adaptar tudo. Estou conseguindo adaptar os meus treinos dentro de casa, tanto a parte de luta quanto a parte de MMA. Estou trazendo o mesmo grupo de amigos e meu professor. Eu montei um boxe de crossfit para a preparação física. Estou treinando 100% dentro do que eu consigo fazer”, destaca.

Atleta de um esporte de puro contato físico, ele conta que o ‘material humano’ é o que mais sente falta em sua rotina.

“O que eu mais sinto falta é do ‘material humano’. Eu estou treinando com dois companheiros de treino. O meu pai e meu irmão estão me ajudando. Mas a variedade de pessoas, eu sinto muita falta. Mesmo porque treinando sempre com as mesmas pessoas, um conhece o treino do outro e acaba ficando sempre o mesmo. Não consigo sentir uma mudança”, destacou.

Confira a live na íntegra:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por SportBuzz (@sportbuzzbr) em

 


5 itens essenciais para quem pratica esportes de luta

1- Kit Training - https://amzn.to/2qKYtVH

2- Kimono Jiu Jitsu Unissex - https://amzn.to/2NjtZlo

3- Saco de Pancada Profissional - https://amzn.to/2oiEMDP

4- Kit Boxe Muay Thai - https://amzn.to/2MPVl3z

5- Aparador de soco - https://amzn.to/2pdn05j

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!