Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA!

Técnico do Bayern de Munique quebra o silêncio sobre eliminação para PSG na Champions League

Hansi Flick lamentou os desfalques no seu time e parabenizou os rivais pela classificação

Redação Publicado em 13/04/2021, às 18h35 - Atualizado às 19h33

Hansi Flick queria ter surpreendido o Paris Saint-Germain
Hansi Flick queria ter surpreendido o Paris Saint-Germain - GettyImages

O Bayern de Munique não pôde contar com alguns grandes jogadores para o confronto contra o Paris Saint-Germain e sentiu a falta desses atletas na partida desta terça-feira, 13. Sem grandes opções no banco de reservas, Hansi Flick não teve muitas opções para mudar o time e acabou vendo sua equipe ser eliminada nas quartas de final da Champions League.

 

Depois do apito final, o treinador do time bávaro fez questão de parabenizar os rivais pela classificação e também ressaltou a ausência de nomes como Süle e Goretzka. Hansi Flick ainda lamentou uma oportunidade perdida por Sané no final do jogo. 

"Acho que foi no primeiro jogo que perdemos (qualificação), com todas as oportunidades que não aproveitamos e o terceiro gol que sofremos foi demais, 2-2 teria sido bom. Esta noite (terça-feira, 13), perdemos um pequeno golpe de sorte nos últimos minutos, principalmente quando Leroy (Sané) estava bem posicionado e optou por passar ao invés de tentar a sorte", explicou.

"Tenho que elogiar a minha equipe, eles estavam muito focados, tentaram de tudo. Tivemos azar, com alguns jogadores importantes indisponíveis, mas temos de aceitar. E parabéns ao Paris pelo resultado”, concluiu. o comandante do time alemão.  

COMO FOI O JOGO? 

Neymar e Mbappé tiveram grandes oportunidades, mas acabaram parando na trave e em Neuer. Mesmo com os grandes duelos entre atacantes e goleiros, foi o Bayern de Munique que acabou fazendo 1 a 0 e vencendo o PSG, mas devido ao gol fora de casa e o empate de 3 a 3 no placar agregado, quem acabou avançando para as semifinais da Champions League foram os franceses.  

O primeiro tempo entre PSG e Bayern de Munique, mais uma vez, correspondeu às expectativas em relação ao bom futebol. Com estratégias bem diferentes, as equipes tiveram oportunidades claras para abrir o placar, mas quem soube aproveitar foram apenas os alemães.

Apesar do Paris ter adotado uma estratégia diferente, onde se fechou no campo de defesa e buscou o contra-ataque, os franceses foram quem mais criaram chances no jogo. A dupla Neymar e Mbappé protagonizaram grandes duelos contra Neuer, que teve grande exibição. 

O camisa 7 do PSG atuou mais aberto e recebeu grandes passes de seu companheiro de ataque brasileiro. Kyllian Mbappé teve duas grandes oportunidades em lançamentos de Neymar, porém acabou chutando errado e vendo a finalização passar perto da trave do Bayern. 

Mas quem perdeu as melhores oportunidades foi o camisa 10 do Paris Saint-Germain. Neymar chamou a responsabilidade, driblou e arriscou alguns chutes de fora da área. Numa dessas tentativas, ele parou em Neuer e também acabou vendo a bola bater na trave. 

No total, foram cinco oportunidades perdidas pelo atacante brasileiro. Em três delas, a bola bateu na trave e duas ficaram nas mãos de Neuer. O goleiro alemão conseguiu operar grandes milagres e evitar que o craque do PSG fizesse, pelo menos, dois gols na primeira etapa. 

Com toda essa saída em velocidade do Paris Saint-Germain, o Bayern de Munique teve maior posse de bola, porém não soube o que fazer com ela durante boa parte da etapa inicial. O time de Hansi Flick só começou a dar trabalho para Navas a partir dos 25 minutos, após chute de Sané

Além do atacante alemão, quem também arriscou de fora da área foi Kimmich, mas a bola saiu pela linha de fundo. Sané, o camisa 10 do Bayern de Munique, buscou mais um chute de longe e obrigou Navas a fazer uma defesa espetacular. 

No final do primeiro tempo, após grande jogada individual de Müller, o meia-atacante chutou contra a meta do PSG e Navas fez boa defesa. No entanto, o arqueiro deu rebote e Choupo-Moting apareceu para cabecear e fazer 1 a 0 para os alemães. O lance saiu na sequência da tentativa em que Neymar ficou de frente para Neuer e acertou a trave.

Precisando de mais um gol para arrancar a classificação do Paris Saint-Germain, o Bayern de Munique voltou ainda mais agressivo na segunda etapa. Tendo mais a posse de bola, encurralou os donos da casa em seu campo de defesa, que voltaram a responder com contra-ataques mortais. 

No mesmo ritmo que no primeiro tempo, o PSG seguiu procurando a dupla Neymar e Mbappé. Os dois criaram uma grande oportunidade no começo da etapa final, quando o camisa 7 lançou Di María, que tocou para o meio da área, mas o brasileiro não conseguiu alcançar o passe. A bola tinha passado por Neuer e o gol estava livre.

A resposta do Bayern de Munique veio em grande estilo. Sané fez uma linda jogada individual e deixou Müller cara a cara com Navas. O alemão até conseguiu chegar na bola, mas se deparou com um bom bloqueio do goleiro rival e viu o chute sair pela linha de fundo.  

O confronto foi seguindo, as duas equipes foram trazendo um pouco mais de tensão para o jogo e as oportunidades de gol diminuíram. A partida só voltou a ficar agitada novamente aos 30 minutos do segundo tempo, quando Neymar lançou Mbappé e o atacante fez o primeiro do PSG na partida. 

No entanto, no momento lançamento do camisa 10, o atacante francês estava em impedimento e o tento acabou sendo anulado. Kyllian ficou bastante incomodando com a decisão da arbitragem e do VAR em dar impedimento num lance milimétrico, porém a infranção foi marcada de maneira correta. 

Ou seja, a reta final do jogo foi marcada por fortes divididas e também um toma lá, da cá dos dois lados. Enquanto o Bayern atacava com força total, o PSG saía rápido nos contra-ataques e parava na defesa rival. Os últimos cinco minutos foram alucinantes no estádio Parque dos Príncipes. 

O Paris Saint-Germain se fechou na defesa  e o Bayern de Munique fez muita pressão para buscar a classificação para as semifinais. Faltou apenas um gol, mas os franceses se defenderam muito bem e não deram a chance para os alemães conseguirem o gol salvador no final do jogo.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!