Sportbuzz
Testeira
Futebol / SUL-AMERICANA

Santos defende pênalti, Athletico vence Peñarol e enfrenta Bragantino na final da Sul-Americana

Com gols de Nikão e Pedro Rocha, Furacão vence time uruguaio mais uma vez e vai à decisão da competição continental

Redação Publicado em 30/09/2021, às 23h24 - Atualizado às 23h25

Santos defende pênalti, Athletico vence Peñarol e enfrenta Bragantino na final da Sul-Americana - GettyImages
Santos defende pênalti, Athletico vence Peñarol e enfrenta Bragantino na final da Sul-Americana - GettyImages

Athletico-PR e Red Bull Bragantino farão a final da Copa Sul-Americana de 2021. Na noite desta quinta-feira, 30, o Furacão venceu o Penãrol por 2 a 0 e avançou à decisão da competição continental. Nikão e Pedro Rocha, autores dos gols, e o goleiro Santos, que defendeu um pênalti, foram os destaques da vitória do time paranaense, na Arena da Baixada. 

Com a vitória por 2 a 1 no jogo de ida da semifinal, no Campeón del Siglo, o Furacão tinha a vantagem do empate e podia perder até por 1 a 0 para confirmar a classificação.

O Athletico vai decidir o título contra o Bragantino em jogo único no dia 20 de novembro, no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. O Massa Bruta eliminou o Libertad nesta quarta-feira e fará sua primeira decisão na Sul-Americana. Será a segunda final da história do Furacão. Campeão em 2018, o time tem quatro remanescentes da campanha do título continental: Santos, Thiago Heleno, Zé Ivaldo e Nikão.

Além da Sul-Americana, a Libertadores terá a final brasileira entre Flamengo e Palmeiras, que buscam o terceiro título continental.

O Athletico volta a campo no próximo domingo, 3, às 16h (de Brasília), para enfrentar o Flamengo, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Na primeira finalização da partida, aos cinco minutos, Gargano recebeu perto da área e cruzou, encontrando Facundo Torres nas costas da zaga. O camisa 10 recebeu na pequena área, mas chutou para fora.

O Athletico chegou com perigo aos nove minutos, em chute de fora da área de Bissoli, defendido por Dawson. O Furacão abriu o placar aos 23 minutos, com gol de Nikão. Após jogada de Terans, do meio-campo até a área, o meia recebeu o passe e mandou firme de fora da área: 1 a 0.

O time da casa quase sofreu o empate aos 26 minutos, quando Santos saiu mal na jogada aérea e a bola sobrou para Álvarez Martínez, que cabeceou no travessão. Thiago Heleno afastou no rebote.

Aos 28 minutos, Erick derrubou Juan Ramos na área e a arbitragem marcou pênalti após revisão do VAR. Cinco minutos depois, Cappellini foi para a cobrança e Santos defendeu.

No último lance da primeira etapa, aos 47 minutos, Bissoli avançou pela intermediária e chutou firme, exigindo boa defesa de Dawson, que espalmou.

O primeiro lance de perigo do segundo tempo veio aos 22 minutos. Pedro Rocha, que tinha entrado há dois minutos, deu o passe em profundidade para Abner, que entrou na área e chutou no canto, vendo Dawson espalmar.

Com vantagem na partida e no placar agregado, o Furacão controlou o jogo enão foi ameaçado pelo Penãrol.

O Athletico ampliou a vantagem aos 34 minutos do segundo tempo, com gol de Pedro Rocha. Abner lançou para Nikão, que tocou na área para o atacante chutar: 2 a 0 (4 a 1) no agregado.

Aos 38, Renato Kayzer ainda mandou uma bola rente à trave em chute da entrada da área.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!