Sportbuzz
Testeira
Futebol / EUROCOPA

Por insultos racistas nas redes sociais na final da Eurocopa, homem é preso na Inglaterra

Suspeito é acusado de disparar mensagens racistas endereçadas a Rashford, Saka e Sancho após a final da Eurocopa

Redação Publicado em 14/07/2021, às 14h36

Saka chorando na final da Eurocopa - GettyImages
Saka chorando na final da Eurocopa - GettyImages

Depois de realizar publicações racistas nas redes sociais, direcionadas Rashford, Saka e Sancho, da Inglaterra, depois da final da Eurocopa, um homem foi preso pela Polícia da Grande Manchester na região de Ashton upon Mersey.

 

Os jogadores ingleses foram alvos dos comentários racistas pelas redes sociais, justamente depois de perderem os pênaltis na derrota de domingo, 11, para a Itália na Eurocopa.

Segundo a Polícia, o suspeito não teve o nome divulgado, e chegou à delegacia de polícia de Cheadle Heath na manhã desta quarta-feira, 14, e foi preso sob suspeita de um crime da Lei de Comunicações Maliciosas. Neste momento, ele permanece sob custódia para interrogatório.

"As ações de um pequeno número de pessoas ofuscaram o que foi um evento extremamente unificador para nosso país na noite de domingo. Estamos firmes em nosso compromisso, qualquer abuso racista, seja online ou offline, não é aceitável. Agora temos um homem sob custódia e nossa investigação continua", informou o detetive inspetor Matt Gregory, da Divisão Trafford da GMP.

Ainda nesta quarta-feira, 14, o primeiro-ministro Boris Johnson alertou que as empresas de mídias sociais vão ter que lidar com multas no valor de 10% de sua receita global se não conseguirem remover o ódio e o abuso racista de suas plataformas.

Saka, de apenas 19 anos, foi um dos mais abalados pelo erro na cobrança de pênalti. Se tivesse convertido, a Inglaterra continuaria na disputa, e iniciaria os alternados. Ao fim, ele desabou nos braços dos companheiros.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!