Sportbuzz
Testeira
Futebol / DESABAFO!

Após encerrar jejum pelo Palmeiras, Luiz Adriano faz forte desabafo

Depois de mais de três meses sem marcar, Luiz Adriano ajudou o Palmeiras a vencer no Brasileirão

Redação Publicado em 18/09/2021, às 19h46 - Atualizado às 19h57

Luiz Adriano desabafou sobre vitória do Palmeiras contra Chapecoense - Cesar Greco / Palmeiras
Luiz Adriano desabafou sobre vitória do Palmeiras contra Chapecoense - Cesar Greco / Palmeiras

Luiz Adriano fez um forte desabafo neste sábado, 18, depois da vitória do Palmeiras diante da Chapecoense. O jogador, que balançou as redes depois de mais de três meses, comentou sobre a lesão que teve. O centroavante teve grande dificuldade de se recuperar, mas voltou a ativa e conseguiu retornar aos gramados com uma bola na rede.

Em entrevista para o "Premiere FC", Luiz Adriano deu maiores detalhes da sua recuperação e também da dificuldade em descobrir o que tinha. O camisa 10 teve um problema no joelho direito e demorou para conseguir voltar ao seu ápice físico. 

"Primeiramente parabéns à equipe que criou as oportunidades. Fizemos dois gols para ter a vantagem no placar e fico muito feliz. Depois de uma lesão que ninguém sabe o que era, inchava, desinchava... fico feliz de voltar e ajudar meus companheiros. Consegui ajudar meus companheiros, mas exaltar o conjunto, que teve tranquilidade para criar oportunidades de gol", disse.

SAIBA COMO FOI A VITÓRIA DO PALMEIRAS!

O Palmeiras não teve dificuldades para vencer a Chapecoense no Brasileirão. A equipe de Abel Ferreira foi até a Arena Condá e não deu chances para os lanternas do Campeonato Brasileiro. Com gol de Raphael Veiga e Luiz Adriano encerrando um longo jejum, o Verdão bateu os Guerreiros de Condá por 2 a 0. 

 

O placar da partida foi todo construído no primeiro tempo e o Palmeiras não sofreu muitas dificuldades contra a Chapecoense. A equipe paulista tirou o pé na etapa final e fez alguns testes antes de enfrentar o Atlético-MG na Libertadores

COMO FOI O PRIMEIRO TEMPO? 

O Palmeiras não teve dificuldades para construir um placar de 2 a 0 ainda no primeiro tempo. A equipe de Abel Ferreira teve poucos problemas com o ataque da Chapecoense e também causou grande dor de cabeça na defesa rival. Pressionando a saída de bola e também forçando os Guerreiros de Condá ao erro, o Verdão montou sua vantagem no placar com tranquilidade. 

Não demorou muito para que o Palmeiras abrisse o placar contra a Chapecoense. Aos 9 minutos, depois de ótimo passe para Wesley, o camisa 11 achou Raphael Veiga livre na área e o meio-campista acertou uma bomba contra a meta de Keiller, que não teve chances na jogada. 1 a 0. 

Em jogada parecida, Raphael Veiga quase conseguiu o seu segundo gol contra a Chape. O meia-atacante recebeu dentro da área, mas agora sem muito ângulo, arriscou um chute e obrigou Keiller a se esticar todo e fazer uma boa defesa. 

Em seguida, depois de um grande vacilo na saída de bola da Chapecoense, Wesley roubou a bola, invadiu a área e ficou de frente para a meta de Keiller. Ao lado dele passava Luiz Adriano, porém ele não quis tocar e tentou uma cavadinha. A bola tinha o endereço do gol, mas o arqueiro rival fez grande defesa. 

Depois de tanto tentar, o Palmeiras finalmente chegou ao seu segundo gol na partida. Depois de um bate rebate na área, Piquerez pegou o rebote do goleiro e errou o chute, mas a bola acabou caindo nos pés de Luiz Adriano, que apenas complementou para o fundo das redes. 2 a 0. 

Após o segundo gol, o Verdão teve outras grandes oportunidades, mas também não soube aproveitá-las. Abel Ferreira fechou o seu time no campo de defesa e buscou explorar os contra-ataques, mas Wesley não soube aproveitá-los. 

E O SEGUNDO TEMPO?

No segundo tempo, o Palmeiras deixou o seu nível de concentração cair e viu a Chapecoense crescer durante a etapa final. Os donos da casa tentaram buscar pressionar a saída de bola do Verdão e também procuraram algumas jogadas em velocidade para tentar surpreender a defesa paulista. 

A melhor chegada da Chape foi com Mike, antes mesmo do primeiro minuto, o atacante arriscou um chute forte e obrigou Weverton a fazer uma grande defesa. O arqueiro do Verdão conseguiu manter o 2 a 0 no placar e dar tranquilidade para o restante do time. 

Com dificuldades para criar, a Chapecoense apelou para finalizações de fora da área, mas nenhuma delas acertaram a meta adversária de fato. Enquanto isso, o Palmeiras se fechou em seu campo de defesa e tentou sair em velocidade, mas os contra-ataques não funcionaram. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!