Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / VISH!

Jornal espanhol revela suposta nova vítima de Daniel Alves na Espanha

Daniel Alves está preso na Espanha desde o último dia 20 de janeiro, quando deu duas versões diferentes em depoimento para Justiça espanhola; jornal revela nova vítima

Redação Publicado em 24/01/2023, às 09h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Daniel Alves está preso na Espanha e viu um jornal espanhol revelar uma nova vítima do atleta - GettyImages
Daniel Alves está preso na Espanha e viu um jornal espanhol revelar uma nova vítima do atleta - GettyImages

O 'caso Daniel Alves' ganhou mais um capítulo na manhã desta terça-feira, 24. O jogador da Seleção Brasileira, que está preso na Espanha desde o último dia 20, viu o jornal "La Vanguardia" divulgar que o atleta teria assediado mais de uma mulher durante a festa na boate Sutton, em Barcelona, no dia 30 de dezembro de 2022. Segundo a publicação, os depoimentos de novas pessoas, que estavam no local no dia da agressão sexual, contribuíram para a investigação. 

De acordo com o jornal "La Vanguardia", a vítima principal de Daniel Alves estava acompanhada de uma amiga no dia da festa. As duas teria ido em direção a mesa do jogador, após um dos garçons a incentivarem a comparecer no local. O periódico espanhol garante que, durante o depoimento, a outra mulher revelou que teria sido apalpada com violência e o jogador ainda teria passado a mão nas suas partes íntimas. 

Depois deste depoimento, a unidade especializada em crimes sexuais da Polícia da Catalunha foi atrás de mais informações sobre o caso. Outras pessoas teriam sido investigadas e prestaram depoimentos para a Justiça. Um dos porteiros relatou que viu a amiga da vítima tendo um ataque de ansiedade e dava um sinal de que algo não estava perto. Quem também depôs foi o funcionário que convenceu as mulheres a irem para a mesa de Daniel Alves. 

A prima da suposta vítima também revelou ter prints de uma conversa com Bruno, amigo de Daniel Alves que estava na boate no dia 30 de dezembro de 2022. De acordo com o que foi publicado pelo "La Vanguardia", os dois trocaram mensagens nas redes sociais e ele teria oferecido ajuda para as mulheres. 

Entenda o caso 'Daniel Alves'

O 'caso Daniel Alves' ganhou algumas revelações de diversos jornais espanhóis. Os veículos "El País", "El Mundo" e "El Periódico" revelaram trechos do depoimento prestado pela mulher que supostamente foi agredida sexualmente pelo lateral. Importante lembrar que ele está preso desde a manhã da última sexta-feira, 20, logo após contar a sua versão da história para a Justiça espanhola. 

Daniel Alves em ação pelo Brasil na Copa do Mundo
Daniel Alves segue longe do futebol após a Copa do Mundo (Crédito: GettyImages)


A mulher que teria sofrido a agressão sexual estava presente na boate Sutton, em Barcelona, no dia 30 de dezembro de 2022. Na oportunidade, o grupo ao qual ela fazia parte foi convidado para ir até uma área VIP da balada. De imediato, as pessoas aceitaram e o garço levou a mulher e seus amigos rumo a mesa onde Daniel Alves estava. 

De acordo com o depoimento da mulher, ela não reconheceu o jogador de maneira imediata. Junto ao jogador, também estava amigos dele, porém o atleta foi o único que dançou com a vítima. Enquanto ambos dançavam juntos, Daniel Alves teria levado "várias vezes a mão dela até seu pênis, e que ela retirou assustada" com a situação. A festa continuou e, por volta das 4h30, o ex-Seleção Brasileira fez uma proposta a mulher. 

Ainda seguindo o depoimento da vítima, ele teria pedido para que ela o seguisse até um corredor, onde acabou sendo encurralada no banheiro. A mulher tentou fugir, mas Daniel Alves teria prendido ela com força, realizado o ato sexual e até ejaculado. Na sequência da agressão sexual, o atleta foi embora da boate e ela falou sobre o episódio com seguranças e amigos. 

Depois do ocorrido, ela foi até um hospital para fazer exames e, segundo os jornais espanhóis, havia presença de sêmen em seu vestido. Essa prova fez com que a Justiça espanhol tomasse uma decisão ainda mais forte sobre o crime de agressão sexual e, por isso, o jogador acabou parando atrás das grades. Além disso, ainda de acordo com a imprensa local, o atleta teria dado versões diferentes da história e acabou se contradizendo. No fim, ele admitiu que houve relação sexual, mas que foi consensual. Posteriormente, Alves teria dito que não conhecia a vítima.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!