Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Eriksen dá primeira entrevista após trauma: "Morri por cinco minutos"

Eriksen falou pela primeira vez, quase sete meses depois do drama vivido por conta do ataque cardíaco que sofreu dentro de campo, na disputa da última edição da Eurocopa

Redação Publicado em 04/01/2022, às 14h32

Eriksen, jogador de futebol durante entrevista - Transmissão DR TV
Eriksen, jogador de futebol durante entrevista - Transmissão DR TV

Quase sete meses depois de ter sofrido uma parada cardíaca dentro de campo, pela Seleção da Dinamarca, durante a disputa da última edição de Eurocopa, Christian Eriksen deu sua primeira entrevista falando sobre o assunto. Além de lembrar do trauma, o jogador também fez questão de agradecer a todos que o ajudaram desde o início do desmaio na partida.

Em especial, ele apontou todo o carinho que recebeu dos torcedores e fãs desde quando estava internado no hospital, em Copenhague, até hoje. As declarações de Eriksen foram dadas ao canal de TV dinamarquês "DR TV", que publicou um trecho do vídeo, e o mais impactante, quando ele lembra como foi o momento em que tudo aconteceu.

 

Canal - SportBuzz

"Foi incrível que tantas pessoas sentiram que era preciso escrever ou mandar flores. Teve um impacto tão grande em tanta gente, e eles sentiram que era preciso eu e minha família saberem disso. Isso me deixa muito feliz", disse antes de completar.

"No hospital, eles falavam a todo momento que eu tinha recebido mais e mais flores. Foi estranho, porque eu não esperava que recebesse tantas flores, porque eu morri por cinco minutos", continuou.

"Foi extraordinário, muito legal que todo mundo... e uma grande ajuda para mim receber todas essas boas vibrações. E as pessoas ainda escrevem pra mim", finalizou.

Eriksen ainda disse que encontrou pessoalmente algumas das pessoas que o ajudaram naquele dia 12 de junho, no estádio Parken. O jogador os agradeceu pela forma rápida como o socorreram, e toda a assistência dada, mas além disso sempre fez questão de mencionar a solidariedade que recebeu de toda a torcida.

"Eu agradeci a quem encontrei pessoalmente. Agradeci aos médicos, meus colegas de seleção e seus familiares pessoalmente, mas todos os fãs que enviaram milhares de cartas, emails, flores, ou quem me abordou nas ruas na Itália e na Dinamarca, eu agradeci a todos eles pelo apoio", contou.

Eriksen sendo retirado de campo após o mal súbito na Eurocopa (Crédito: GettyImages)

 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!