Sportbuzz
Testeira
Futebol / LOGO ALI!

Brasil e Argentina próximos da Copa do Mundo e luta por três vagas; confira os detalhes das Eliminatórias

Saiba como está a disputa nas Eliminatórias da América do Sul por uma vaga na próxima Copa do Mundo

Redação Publicado em 10/11/2021, às 14h30 - Atualizado às 15h03

Brasil e Argentina estão próximos de uma vaga no Mundial - GettyImages
Brasil e Argentina estão próximos de uma vaga no Mundial - GettyImages

Cinco países da América do Sul estão lutando por uma vaga para a próxima edição da Copa do Mundo. Faltando apenas seis rodadas para o final das Eliminatórias, a disputa por uma vaga no Mundial está cada vez acirrada e o número de vagas praticamente se reduziu para três. 

 

Pegando Brasil e Argentina, as duas seleções estão com vagas bem encaminhadas para a próxima Copa do Mundo, que vai ocorrer em 2022, no Qatar. Começando pela equipe de Tite, a Seleção Brasileira poderá garantir vaga no Mundial nas próximas duas rodadas e fazer história nas Eliminatórias. 

O time canarinho está invicto até este momento da competição, onde fez 11 jogos, venceu dez e apenas empatou em uma oportunidade. Uma vitória e um empate nos próximo dois jogos colocam o Brasil na Copa do Mundo. No entanto, os desafios são mais complexos, pois a Seleção Brasileira terá pela frente a Colômbia (em casa) e a Argentina (fora). 

Se o time sair com essa combinação de resultados ou sair com duas vitórias estará no mundial do Qatar. Por outro lado, a Argentina ainda não poderá contar com a classificação para a Copa do Mundo nesta rodada das Eliminatórias. O time está há nove pontos do Uruguai, último país na zona de classificação e precisa vencer os próximos três jogos para garantir vaga. 

OS DESESPERADOS!

Enquanto Brasil e Argentina estão disparados na liderança das Eliminatórias, apenas três vagas estão realmente em grande disputa. Das oito seleções que restaram na competição, sete ainda lutam pela classificação para o Qatar e elas são: Equador, Colômbia, Uruguai, Chile, Paraguai, Peru e Bolívia. 

O pelotão de Equador, Colômbia e Uruguai ocupam, respectivamente, a terceira colocação (17 pontos), quarta colocação (16 pontos) e quinta colocação (16 pontos). Apesar da boa pontuação, a diferença para o Chile, primeira seleção fora do G-5, é de apenas três pontos, enquanto a diferença para o Peru, penúltimo colocado na tabela, é de cinco pontos. 

Ou seja, as próximas duas rodadas de novembro serão determinantes para a classificação das respectivas seleções para a próxima edição da Copa do Mundo. Nos próximos jogos, o Equador terá a chance de disparar, visto que a Colômbia encara o Brasil fora e o Uruguai a Argentina, também fora de casa. Enquanto isso, o Chile batalha com o Paraguai para colar no G-5. 

Os equatorianos, por sinal, podem sair desta rodada de novembro com a classificação encaminhada e se juntar com Brasil e Argentina. Além de enfrentar a Venezuela, na sequência pega o Paraguai. Uma vitória pode significar uma vantagem fundamental para as últimas três rodadas das Eliminatórias. 

Quem corre por fora e espera por vacilos dos rivais é o Chile, que precisa aproveitar o momento de instabilidade do Uruguai e Colômbia para brigar de igual para igual por uma vaga no Qatar. A situação mais complexa é a do Peru, que terá de desbancar gigantes e vencê-los para encurtar a vantagem e buscar a classificação.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!