Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » UFA!

Atletico vence no "caso Rony" e está liberado para registrar novos jogadores!

Equipe foi bloqueada pela Corte Arbitral do Esporte de registrar novos nomes, e por isso, não pôde contratar

Redação Publicado em 25/03/2021, às 13h38

Rony quando ainda era jogador do Athletico
Rony quando ainda era jogador do Athletico - GettyImages

Aliviou bem para o Athletico. A Corte Arbitral do Esporte (CAS na sigla em inglês ou TAS na sigla em francês) reduziu a pena do clube, que estava proibido de registrar novos jogadores. Dessa forma, o Furacão venceu no "caso Rony" e está liberado para contratar.

Enquanto esperava o resultado, o Athletico monitorava o mercado e já tinha alguns nomes na mira, como o meia Lucas Lourenço, do Santos, e os atacantes Ademir, do América-MG e Matheus Babi, do Botafogo.

Com a decisão, o clube deve dar continuidade a essas e a outras negociações. Além de meia e atacante, lateral-direito é outra carência do elenco, na avaliação da diretoria.

O Athletico estava proibido de contratar desde o segundo semestre de 2020. Pouco antes de a punição começar a valer, a cúpula Rubro-Negra acelerou a busca por reforços e contratou nomes como Pedro Henrique, Richard, Jorginho, Fabinho e Renato Kayzer.

A punição começou a valer a partir de outubro de 2020 e desde então, o clube podia apenas renovar os contratos já vigentes ou registrar os retornos de empréstimos.

Agora, com o fim da pena, o Athletico já pode contratar e, claro, registrar os reforços no BID (Boletim Informativo Diário).

Proibido de treinar em Curitiba, o grupo principal deu início à pré-temporada em um CT do Rio Grande do Sul. O time disputará Sul-Americana, Copa do Brasil e Brasileirão nesta temporada. O primeiro desafio será na Sul-Americana.

Relembre o "caso Rony"

A novela começou em 2018, quando o jogador pertencia ao Cruzeiro, mas jogava no Albirex, do Japão. Rony acreditava que o contrato com o clube japonês tinha chegado ao fim e acertou com o Botafogo, chegando até mesmo a vestir a camisa e a treinar no clube carioca.

No entanto, tempo depois, o Albirex alegou que o jogador tinha mais três anos de contrato e melou a negociação entre Rony e Botafogo. Na época, o Corinthians também mostrou interesse na contratação do atacante, mas justamente por precaução, desistiu do negócio.

Assim, na metade de 2018, o Athletico entrou na jogada. O clube paranaense solicitou a liberação do ITC (o Certificado de Transferência Internacional) junto ao time japonês, que se negou a liberar.

Os representantes do jogador, então, voltaram a acionar a Fifa e fizeram um novo protocolo pedindo a liberação de Rony com urgência para que ele pudesse ser inscrito a tempo no Brasileirão de 2018.

Depois de dois meses de espera, o Athletico enfim conseguiu a liberação da Fifa e pôde registrar Rony em agosto de 2018. O atacante já havia conseguido um parecer favorável da Fifa no dia 9 de maio, quando a entidade o autorizou a se transferir para outro clube.

Entre agosto de 2018 e janeiro de 2020, Rony jogou 73 partidas, marcou 13 gols e conquistou três títulos pelo clube, sendo a Sul-Americana, J. League/Conmebol e Copa do Brasil.

O Furacão vendeu o atacante para o Palmeiras, no início de 2020, por 6 milhões de euros, cerca de R$ 28 milhões.


 

 
 
 
 
 
 

 

 

 
 
 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!