Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » QUEBROU O SILÊNCIO!

Após dez anos, goleiro Bruno revela detalhes sobre o assassinato de Eliza Samúdio

Em entrevista, jogador relembrou a tragédia e fez revelações surpreendentes

Pedro Ungheria Publicado em 02/03/2020, às 09h47 - Atualizado às 10h12

Goleiro Bruno voltou a falar sobre o caso envolvendo Eliza Samúdio
Goleiro Bruno voltou a falar sobre o caso envolvendo Eliza Samúdio - Transmissão Record TV

Quase dez anos após a trágica morte de Eliza Samúdio, o goleiro Bruno quebrou o silêncio sobre o ocorrido e fez revelações impactantes em uma entrevista exclusiva para o Jornal O Tempo. 

Logo no começo da conversa, Bruno deixou claro que não tem nenhum conhecimento sobre Bola, o ex-polícial que foi dado como o executor de Eliza. Além disso, pontuou dizendo que acredita no fato de que o mesmo se quer deveria receber a acusação que a foi imputada, afinal, em seu ponto de vista, Bola é inocente.

“Até que me provem o contrário, para mim, o Bola é inocente. Nesse caso, ele é. Quero avaliar a prova que liga o Bola a esse assunto. Não tem. Foi muito mais naquela época lá, que tinha que condenar, quando o Macarrão falou no júri que o ‘Bruno agora é o mandante, agora fecha. O Bola é o executor’. Tá, ele é o executor, prova isso. Prova também que eu sou o mandante”, declarou.

De acordo com o atleta, ele se quer tinha qualquer vínculo de amizade com o rapaz, que foi condenado a 22 anos de prisão.

“Não conheço ele de lugar nenhum, nunca vi o Bola na minha vida. Todos os amigos que eu tinha eu sempre registrei, sempre estiveram nas minhas fotos, uns conhecem os outros, mas o Bola não conheço. A meu ver, pelo que eu já ouvi de história, é muito mais perseguição do que ele nesse caso”, argumentou.

Ainda sobre o assunto, Bruno citou outro envolvido no caso: Macarrão. Para ele, o seu ex-braço direito é o responsável por desvendar todos os mistérios sobre o assassinato de Eliza Samúdio.

“Acho que ele deve isso para a sociedade. Se ele foi a última pessoa a estar com a Eliza, por que ele não fala onde ela está então? Fala o que aconteceu realmente com ela. Não o que ele falou lá no júri, porque o júri é mentira”, ressaltou.

Bruno ainda afirmou que Macarrão já lhe revelou toda a verdade, mas disse que não iria contar pois as declarações teriam que sair da boca do próprio. 

Dez anos após o desaparecimento de Eliza Samudio, as autoridades ainda não têm pistas sobre a localização de seus restos mortais. Desde quando o caso veio à público, a polícia fez buscas em diversos lugares, entre eles o sítio do goleiro Bruno e a casa e a chácara de Bola.

Segundo a matéria em questão do Jornal O Tempo, Macarrão não quis se pronunciar sobre as declarações feitas pelo goleiro jogador.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!