Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / PERSEGUIDO!

Abel Ferreira reclama de arbitragem e desabafa: "Me sinto perseguido"

Abel Ferreira comandou o Palmeiras no empate sem gols contra o Atlético-MG no Brasileirão e reclamou muito de suposta "perseguição" da arbitragem brasileira

Redação Publicado em 05/06/2022, às 19h18

Abel Ferreira detona arbitragem - Crédito: Flickr - Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira detona arbitragem - Crédito: Flickr - Cesar Greco/Palmeiras

Na tarde deste domingo, 5, Abel Ferreira comandou o Palmeiras no empate sem gols contra o Atlético-MG. Perdendo a chance de somar três pontos jogando em casa e de chegar à liderança do Brasileirão, o treinador do Verdão ficou na bronca com decisões da arbitragem de Wilton Pereira Sampaio.

Devido a reclamações durante a partida, Abel recebeu mais um amarelo sob o comando do Palmeiras. Alegando certa perseguição da arbitragem brasileira, o treinador se mostrou indignado com a punição que recebeu e desabafou em entrevista coletiva após o empate no Allianz Parque.

CANAL - SPORTBUZZ

"Fico danado porque tomei amarelo quando só falei que era falta, e ele veio com aquela arrogância toda. Não falei nada. Tenho o máximo respeito ao Hulk e ele xingou de cima abaixo o fiscal de linha e ele (Wilton) não teve coragem de dar o amarelo. Vai dar página, eu sei, mas me sinto perseguido pelos árbitros brasileiros. Especificamente por esse senhor, que faz o melhor que sabe e pode", disse.

Além disso, o português revelou que sentiu intencionalidade na ação de Wilton Pereira Sampaio. Reconhecendo que, contra o Juventude, recebeu uma punição justa, desta vez Abel Ferreira classificou a atitude do dono do apito da partida como "prepotência" e "arrogância". Além disso, não deixou de pontuar que os jogadores do Atlético foram mais efusivos que ele e não receberam cartão.

Wilton Pereira Sampaio recebe críticas
Wilton Pereira Sampaio foi o dono do apito em Palmeiras x Atlético-MG - Crédito: Flickr (Cesar Greco/Palmeiras)

"Hoje senti intencionalidade na ação dele. Não quero que nos ajude, mas não quero que nos prejudique. Não gostei da forma como me deu amarelo, foi intencional. O amarelo era para o atleta que fez a falta. E a seguir, nas barbas de todo mundo, os jogadores xingam o árbitro de linha e ninguém viu. Se meu amarelo foi bem justo contra o Juventude, hoje foi prepotência e arrogância do árbitro. Mas ele faz o melhor que pode e sabe", desabafou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!