Sportbuzz
Testeira
Colunistas / Eduardo Colli / JOGOS OLÍMPICOS!

Os Jogos Olímpicos na Grécia Antiga – Parte II

Saiba como funcionava o maior torneio esportivo do mundo em seu início e quais modalidades eram disputadas

Eduardo Colli Publicado em 14/06/2021, às 16h49 - Atualizado às 16h55

Estádio Olímpico da Grécia antiga, localizado em Atenas - Getty Images
Estádio Olímpico da Grécia antiga, localizado em Atenas - Getty Images

Programação esportiva e cerimônias religiosas dos Jogos

No auge dos Jogos, a competição acontecia em cinco dias:

1º dia – A Cerimônia de Abertura

No Buletério, diante da estátua de Zeus Hórkios (Zeus vingador), ocorria o juramento oficial dos atletas.

Após o sacrifício de um javali, os atletas, seus pais, seus irmãos e seus treinadores sobre os órgãos genitais do javali, juravam que respeitaram as regras durante os treinamentos e não cometeriam nenhuma infração durante os Jogos.

Curiosidade: Os impecáveis cuidados com a higiene pessoal

Os atletas compreendiam a importância dos cuidados com a higiene pessoal.

Eles esfregavam em todo o corpo uma camada de óleos e de poeira com areia fina, protegendo-os do sol e também dos golpes ocasionais do treinador. Após os treinos, eles raspavam o corpo com uma “estrígila” (um tipo de navalha). O restante era retirado com água e uma esponja.

2º dia – As competições juvenis (disputadas por adolescentes de 12 a 18 anos)

De manhã, acontecia as provas de corridas.

À tarde: luta, pugilismo e pancrácio.

3º dia – O auge das provas

O grande dia começava com as provas hípicas, disputadas até o meio-dia.

Na sequência, era disputado o pentatlo.

4º dia: O dia sagrado por excelência

De manhã, era realizada a principal oferenda, a hecatombe a Zeus, com o sacrifício de 100 bois.

À tarde, acontecia as competições de corridas, luta, pugilismo e pancrácio, e por último, a corrida com armas.

Curiosidade: A nudez nos Jogos!

Reflexo da beleza interna e ilustrava o equilíbrio entre corpo e mente, são duas as versões da nudez dos atletas.

Na primeira, Pausânias conta que a túnica de Orsipo de Mégara caiu durante a prova do estádio, e mesmo nu, ele venceu a prova.

Na outra, os espartanos seguindo suas tradições, introduziram no século VIII a.C., a nudez nos Jogos.

Para conter o movimento do pênis, alguns atletas usavam o kynodesme ou coleira de cachorro em grego. Uma ponta da tira de couro era amarrada no prepúcio e a outra parte da tira era amarrada ao redor da cintura.

5º Dia – A olimpíada terminava

Os atletas vitoriosos, segurando folhas de palmeira, se reuniam no templo de Zeus. Um arauto proclamava o nome e a cidade de cada vencedor que eram coroados pelo “hellanodíkai” ou juiz mais velho.

Modalidades Esportivas

 

I - Corridas Livres

“Stádion” – prova de velocidade na distância de 192,28 metros, equivalente à distância da pista do estádio.

“Diaulos” – prova com 384,56 metros. Foi incluída no programa, a partir da 14ª olimpíada (724 a.C.) e o primeiro vencedor foi Hipenos de Pisa.

“Dólikhos” – prova de longa distância, com sua extensão variando, conforme os historiadores, entre 7 e 20 “stádions”. Na maioria das vezes, foi delimitada em 20 “stádions” ou 3.845,6 metros.

Curiosidade: Ágeas de Argos um corredor extraordinário

Após vencer de manhã a prova do “dólikhos” na 113ª. olimpíada (328 a.C.), Ágeas de Argos correu todo o dia até sua cidade, para anunciar sua vitória. Em um dia, ele correu aproximadamente 110 km.

II - Corrida Armada ou “hoplítes drómos”

Introduzida na 65ª olimpíada em 520 a.C., os corredores competiam nus, porém armados de lança, escudo, elmo e grevas (partes da armadura que recobriam as pernas, do joelho para baixo).

O uso da palavra “hoplita” é uma homenagem ao soldado da infantaria grega pela extraordinária vitória sobre os persas.

III - Salto em Distância

Com os pés juntos e o corpo parado, o saltador segurava um peso em cada mão, iniciando o salto arremessando o corpo para frente. Durante o voo, o atleta balançava o corpo para trás, jogando ao mesmo tempo, os pesos para trás. Depois, lançava suas pernas para frente, estendendo o salto.

IV - Lançamento de Disco

Os discos eram redondos, achatados e bem polidos, pesavam em média 5 kg, com 21 cm de diâmetro.

Sem se deslocar, o atleta segurava o disco em uma mão e apoiando-o com a outra mão, balançava o disco vigorosamente para cima e para baixo ou para frente e para trás, lançando-o posteriormente.

Curiosidade: O Discóbolo

A estátua de um desportista em ação mais famosa do mundo foi criada por Míron em torno de 455 a.C. O original em bronze se perdeu ao longo do tempo, mas a composição sobreviveu em diversas cópias romanas.

O Discóbolo retrata um jovem atleta fisicamente lindo, jovem, congelado na pose de lançar seu disco.

"O Discóbolo" (Crédito: GettyImages)

 

VI -  Arremesso de Dardo

O dardo com aproximadamente 1,70 m, a grossura de um dedo, no centro um propulsor em forma de cordão com cerca de 40 cm e um anel na extremidade.

Antes de lançar o dardo, o atleta encaixava os dedos no anel. Ao ser lançado, o dardo efetuava o movimento de rotação.

VII - Luta

A luta horizontal era a mais praticada, com os lutadores iniciando as lutas de pé e quando um deles era derrubado ou se desequilibrava, o combate prosseguia no chão.

Utilizavam chaves de braço, de pescoço, de tronco e projeções. Eram proibidas as chaves de pernas e golpes baixos.

VIII - Pentatlo

Criado por Jasão para honrar seu amigo Peleu (do grego “pente” = cinco e “athlon” = luta), reunia em um único dia, a disputa de cinco provas: lançamento de disco, salto em distância, lançamento do dardo, corrida e luta. Os dois melhores classificados nos quatro primeiros eventos, disputavam a final, a luta.

IX - Pugilismo

Antecessor ao Boxe, passou a ser disputado nos Jogos de 672 a.C., os pugilistas cobriam as mãos com “himántes” ou tiras de couro macio de boi, que firmavam a articulação do pulso e estabilizavam os dedos das mãos.

X - Pancrácio

Era a mistura de Luta e Pugilato, sem a elegância destas modalidades.

Suas principais características eram os golpes pesados e violentos, com os combates realizados em um círculo com piso escorregadio, propício para as quedas.

Os lutadores não podiam furar os olhos, morder ou arranhar. Mas eram permitidos socos, chutes, cabeçadas, torções e estrangulamentos, o que podia levar os lutadores à morte.

A primeira aparição ocorreu na 33ª edição, celebrada em 648 a.C., e o primeiro campeão foi Ligdamis de Siracusa.

XI - Esportes Equestres

Disputadas no hipódromo, os historiadores nunca determinaram com precisão à distância percorrida, de 6.152 ou 9.229 metros.

A ordem da realização das provas era: corrida de carros puxados por 4 cavalos “téthrippon”; corrida a cavalo “kéles”; corrida de carros puxados por 2 muares “apéné”; corrida de águas “kálpe”; corrida de carros puxados por 2 cavalos “synorís híppon”; corrida de carros puxados por 4 potros “téthrippon pólon”; corrida de carros puxados por 2 potros “synorís pólon” e corrida de potros.

XII - Eventos Artísticos

As provas para arautos e trombeteiros que eram disputadas no pórtico do Eco foram introduzidas na 93ª edição. Venciam aqueles cujo som do trompete ou da voz chegasse mais distante possível.

As competições de poesia, declamação, música, narrações de viagens, leituras e canto foram disputadas a partir do ano 396 a.C.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!