Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » TÓQUIO 2020

Thomas Bach diz que adiamento dos Jogos Olímpicos custará “centenas de milhões” ao COI

Presidente da entidade prevê grande prejuízo e não garante total apoio ao Japão em 2021

Gabriela Santos Publicado em 13/04/2020, às 10h16

Vila Olímpica em Tóquio, no Japão
Vila Olímpica em Tóquio, no Japão - GettyImages

O adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020 para 2021 custará "várias centenas de milhões de dólares" de custos adicionais ao Comitê Olímpico Internacional (COI), segundo o presidente da entidade, Thomas Bach. 

Em entrevista ao jornal alemão Die Welt, Bach falou sobre o que o COI terá de enfrentar com o atraso das Olimpíadas:

"Concordamos com o primeiro-ministro que o Japão continuará a cobrir os custos que teria feito nos termos do acordo existente para 2020, e o COI continuará sendo responsável por sua parte nos custos”, disse Bach.

“Para nós, o COI, já está claro que teremos centenas de milhões de dólares em custos adicionais”, acrescentou o presidente. 

Exceto pela parte que cabe ao COI, todos os custos adicionais serão resolvidos pelo lado japonês, de acordo com um contrato assinado em 2013, quando Tóquio foi escolhida para sediar as Olimpíadas de 2020 - agora, 2021. 

No entanto, Bach destacou o seguro feito pelo COI e lembrou que o fundo cobre apenas o cancelamento do evento. O presidente disse que não garante apoio da entidade nas novas datas das Olimpíadas, que serão realizadas entre 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Antes da decisão de adiar as Olimpíadas, os organizadores japoneses estimavam o custo oficial dos jogos em US $ 12,6 bilhões (R$ 64,1 bilhões). Porém, um relatório de auditoria do governo em dezembro de 2019 apontou que o valor era pelo menos o dobro disso, chegando a US$ 28 bilhões (R$ 142,5 bilhões). Quando Tóquio foi escolhida, em 2013, a estimativa era de que os gastos com o evento seriam de até US$ 7,3 bilhões (cerca de R$ 37 bilhões).

O Comitê Olímpico contribuiu com US$ 1,3 bilhão (R$ 6,6 bilhões) para os Jogos do Japão. No último ciclo de 2013 a 2016, a entidade faturou US$ 5,7 bilhões (R$ 29 bilhões), sendo praticamente três quartos disso vindos de direitos de transmissão. O restante vem de investimentos de patrocinadores.

Antes da mudança das Olimpíadas por conta da pandemia de coronavírus, o ganho previsto pelo COI com a competição do Japão era de R$ 25,4 bilhões (US$ 5 bilhões). Nos Jogos Rio 2016, por exemplo, o COI faturou US$ 3,7 bilhões.


Se você também curte praticar tênis ou quer começar a treinar, confira alguns itens esportivos abaixo!

1. Bola Tênis Starter Play Ball, Wilson 

2. Raquete Tênis Wilson US Open 25 

3. Capa Para Raquete Classic Cover 

4. Mochila Esp Iq13807A, Wilson  

5. Mochila Wilson Esportiva Team Cinza/preto

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!