Sportbuzz
Testeira
Futebol / EAÍ?

Renato Gaúcho diz que Grêmio não cairia à Série B se ele estivesse lá

Renato Gaúcho quebrou e silêncio e falou em uma das poucas vezes sobre sua saída do Grêmio no início de 2021 depois de quase cinco anos no comando

Redação Publicado em 09/02/2022, às 07h13

Renato Gaúcho, ex-treinador do Grêmio - GettyImages
Renato Gaúcho, ex-treinador do Grêmio - GettyImages

Depois de quase cinco anos no comando do Grêmio, Renato Gaúcho deixou a equipe no início da temporada passada. Em entrevista para a "Rádio Gaúcha" por conta da comemoração dos 95 anos da emissora, o treinador falou pela primeira vez depois que o clube foi rebaixado para a Série B do Brasileirão, e deu suas percepções sobre a fase da equipe.

O ídolo gremista foi firme quando disse que o Grêmio não teria caído para a Série B se ele tivesse ficado no comando do cargo no início da temporada passada. Além disso, Renato ainda ponderou que sabe que não iria conquistar tudo que viesse pela frente, mas que pelo menos o Tricolor iria levar algum título com ele.

Canal - SportBuzz

"Agora difícil de falar. Eu tenho certeza absoluta que o Grêmio não iria cair. Não tenho a menor dúvida, conhecia bem o grupo, sabia da força do torcedor do Grêmio. Todas as decisões que eram tomadas eu tinha carta branca do presidente para tomar. Em quase cinco anos não tive um problema com jogador ou diretor. E o Grêmio sempre conquistando. Lógico que não iria conquistar tudo, mas o Grêmio nunca esteve em dificuldades", disse antes de completar.

"Agora fica difícil, o Renato saiu e está falando. Mas isso eu falo de boca cheia, o Grêmio não iria cair. O que aconteceu, o que deixou de acontecer, aí não é problema meu", contou.

Renato Gaúcho, ex-treinador do Grêmio
Renato Gaúcho, ex-treinador do Grêmio (Crédito: GettyImages)

 

Renato Gaúcho se despediu do Grêmio em abril de 2021, depois da eliminação da equipe para o Independiente del Valle na terceira fase da Libertadores. Um dos vice-presidentes do clube, Cláudio Oderich, fez duras críticas ao treinador em público, que não gostou nada do que ouviu, e em conversas com os dirigentes, ambas as partes optaram por encerrar o vínculo. 

Depois que o treinador deixou o comando, o Grêmio contratou Tiago Nunes para substituí-lo. Em sua passagem por lá, ele foi campeão gaúcho, mas também teve um início complicado no Brasileirão, com apenas dois pontos somados em oito rodadas. Na sequência veio Felipão, que posteriormente deu lugar a Vagner Mancini já na reta final da competição.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!