Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » OS GRANDES!

Relembre os 10 artilheiros do Atlético-MG que fizeram história no clube!

Atletas marcaram seu nomes no Galo com atuações impecáveis e atingindo a marca de goleador

Izabella Macedo Publicado em 17/07/2020, às 15h08

Relembre os 10 artilheiros do Atlético-MG que fizeram história no clube
Relembre os 10 artilheiros do Atlético-MG que fizeram história no clube - Divulgação/Atlético-MG

A história do Atlético-MG, fundado em 1908, foi construída através da imensa paixão da torcida e também por grandes craques que acabaram virando eternos ídolos. Gols, títulos e o carisma foram fatores importantes para que caíssem no gosto da arquibancada.

Mas para isso, foi preciso trilhar um caminho vitorioso, principalmente para aqueles que são considerados os artilheiros do Galo e que de quebra fizeram história no clube.

Pensando nisso, o SportBuzz separou os 10 maiores artilheiros do Alvinegro. Confira:

1- Reinaldo

Considerado o principal ídolo da história Atleticana, Reinaldo vestiu a camisa do clube mineiro entre os anos de 1973 e 1985.

Qualidade técnica, habilidade, posicionamento, inteligência, movimentação, explosão, uso das duas pernas e finalização eram algumas de suas principais qualidades em campo.

Durante sua passagem, o jogador atuou em 473 jogos, mas apesar de sua grandeza na história, as lesões, que são as vilãs dos jogadores, o impediram de conquistar um título grande pelo Galo.

Mas ainda sim, isso não foi motivo para desanimar e hoje, Reinaldo leva o posto do maior artilheiro da história do clube, com 255 gols pelo Alvinegro.

2- Dadá Maravilha

O centroavante podia não ser um exemplo de técnica e lances perfeitamente ensaiados, mas sabia fazer gol como poucos jogadores fazem até hoje. O eterno sempre faz questão de lembrar isso em uma de suas frases mais famosas:

"Não existe gol feio, feio é não fazer gol".

Ao chegar, não teve muitas oportunidades, em suas duas primeiras partidas, por exemplo, teve péssimas atuações, tropeçando na bola e caindo numa delas.

Apesar disso, Dadá colecionou 290 jogos pelo Atlético-MG e foi peça fundamental para a conquista do Campeonato Brasileiro de 1971, marcando o gol do título diante do Botafogo.

Nome essencial na história do clube de minas, em campo, Dadá já alcançou a marca de 211 gols com a camisa Alvinegra e ocupa o segundo lugar dos artilheiros do Atlético que marcaram seu nome no clube.

3- Mário de Castro

O atacante ocupa a terceira posição dos maiores artilheiros do Galo que fizeram história com a bola no pé. Alguns dizem que ele pode ser considerado um dos primeiros grandes ídolos do clube mineiro.

Em sua época atuante, o calendário do futebol era diferente do hoje e assim, Mário de Castro atuou em 100 partidas pelo Alvinegro e marcou 195 gols.

Além disso, o jogador foi o primeiro do elenco do Atlético a ser convocado para a Seleção Brasileira da época. Em campo, formou o Trio Maldito com Said e Jairo, outros dois grandes craques da história alvinegra. 

Mário de Castro, ainda conseguiu um feito inimaginável para os dias de hoje. O jogador teve em toda sua carreira apenas o Galo como time profissional e se aposentou também vestindo a camisa do clube.

4- Guará

A história de Guará no Atlético ficou marcada nos anos 1930. O Diabo Loiro, como foi apelidado, aterrorizava a defesa adversária e era visto por muitos como um craque com um futuro brilhante no esporte.

Infelizmente, durante o clássico contra o Cruzeiro, que na época ainda recebia o nome de Palestra Itália, o jogador participou de um lance trágico na famosa Cabeçada Fatal.

Ali, o atleta viu sua carreira acabando antes da hora depois de descobrir um traumatismo craniano e lutar para sobreviver.

Se tivesse ficado mais tempo no futebol, imagina só o que teria feito. Com uma carreira curta, Guará ocupa a quarta colocação dos artilheiros históricos do Atlético com 200 partidas e 168 vezes que colocou a bola na rede.

5- Lucas Miranda

Com 152 gols em 258 partidas, Lucas Miranda, mais conhecido como o artilheiro no apagar das luzes, foi importante nas décadas de 1940 e 1950 no Atlético e conquistou seis vezes o Campeonato Mineiro, além de uma vez o torneio Campeão do Gelo, em 1950.

Em 1951, o jogador conquistou a artilharia e foi um dos principais nomes na vitoriosa excursão à Europa, com seis gols em 10 jogos.

Logo depois do primeiro jogo com a Alemanha, Lucas foi apelidado de Jogador Acrobata e posteriormente recebeu o prêmio por não ser expulso durante 10 anos.

6- Said

O meia-direita formava o Trio Maldito juntamente com Mário de Castro e Jairo, mas alguns arriscam afirmar que ele era o mais apaixonado pela bola de seus companheiros mais próximos.

Com sua trinca de reis e um grupo de gênios em campo, o Atlético do final dos anos 1920, início dos 1930, parecia indestrutível. Era forte, vencedor e não guardava nenhuma semelhança com a equipe acanhada que formava o elenco poucos anos antes.

O tricampeão mineiro em 1920 e 1930 marcou seu nome na história de artilharia do Galo marcando 142 gols com a camisa Alvinegra.

7- Guilherme

Mesmo tendo algumas polêmicas ligadas a ele e sua passagem pelo rival Cruzeiro, certamente os torcedores do Galo não esquecem do atacante que marcou seu nome no clube pelos gols e atuações impecáveis.

Ao lado de Marques, o jogador dava um show em dupla e sua presença em campo certamente dava em gol. Infelizmente Guilherme pegou uma época em que as finanças do clube mineiro estavam fracas, mas isso não o impediu de conquistar títulos.

Marcado nas décadas de 1990 e 2000, o jogador foi campeão Estadual em 2000 e em sua passagem pelo Galo, marcou 139 gols.

8- Marques

Fazendo parte dos ídolos recentes, Marques tem um dos nomes mais respeitados no Atlético. Em suas três passagens pelo clube mineiro, o jogador se destacou nas décadas de 1990 e 2000.

O atacante fez duplas incríveis com Valdir Bigode e Guilherme, e, além do talento, das grandes jogadas e das assistências, também marcou muitos gols. Ele é o nono maior artilheiro da história do clube com 133 gols.

Também atuando em uma época de vacas magras no clube, Marques ficou no quase em grandes conquistas nacionais e ganhou apenas uma Copa Conmebol, a Copa Centenário de Belo Horizonte e três Campeonatos Mineiros, mas nada que diminua a lenda do grande jogador.

9- Nívio

Vestindo a camisa Alvinegra nas décadas de 1940 e 1950, o jogador foi muito importante para a conquista dos cinco títulos do Campeonato Mineiro. Pelo Galo, o atacante marcou 126 gols.

10- Diego Tardelli

O mais recente dos ídolos artilheiros, o atacante sempre viveu seus melhores momentos e mostrou o máximo de seu talento com a camisa do Atlético-MG. 

Excelente jogador, dono de muita qualidade técnica e matador, Tardelli conquistou alguns dos títulos mais importantes da história Alvinegra sendo um dos protagonistas, entre eles a Libertadores, a Recopa Sul-americana e a Copa do Brasil.

Hoje, Tardelli ocupa a 15ª posição no ranking dos artilheiros do Atlético com 104 gols marcados.

Confira a lista completa:

1º) Reinaldo – 255

2º) Dario – 211

3º) Mário de Castro – 195

4º) Guará – 168

5º) Lucas Miranda – 152

6º) Said – 142

7º) Guilherme – 139

8º) Ubaldo – 135

9º) Marques – 133

10º) Nívio – 126

11º) Nílson – 125

12º) Jairo – 122

13º) Éder Aleixo – 122

14º) Tomazinho – 118

15º) Diego Tardelli – 104

16º) Marcelo Oliveira – 104

17º) Alvinho - 100


5 itens essenciais para os torcedores do Atlético Mineiro

1- Chaveiro de Metal Atlético - https://amzn.to/2MEXNK6

2- Copo Térmico Inox  Atlético - https://amzn.to/2BxzabF

3- Escova Dental Torcedor Atlético - https://amzn.to/2MCj8nn

4- Canivete Multiúso Atlético - https://amzn.to/2PctD2b

5- Fone de Ouvido Atlético - https://amzn.to/2o7SKrX

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!