Sportbuzz
Testeira
Futebol / LIBERTADORES

Neto critica ‘soberba’ do Flamengo antes da final contra Palmeiras

Apresentador vê falta de respeito de torcida e dirigentes do Flamengo antes da final da Libertadores contra o Palmeiras, que conquistou o tricampeonato continental

Redação Publicado em 29/11/2021, às 15h15

Neto critica ‘soberba’ do Flamengo antes da final contra Palmeiras - Transmissão/ Band
Neto critica ‘soberba’ do Flamengo antes da final contra Palmeiras - Transmissão/ Band

No programa “Os Donos da Bola”, da TV Band, desta segunda-feira, 29, o apresentador Neto falou em ‘soberba’ por parte do Flamengo antes da final da Libertadores contra o Palmeiras. De acordo com o ex-jogador, a postura da equipe rubro-negra, incluindo seus torcedores, foi responsável por inflamar o time alviverde, que faturou o título continental ao vencer a decisão por 2 a 1, no estádio Centenário, em Montevidéu. 

“A soberba está incluída no torcedor. Aqueles que falaram que, quando a gente fala que a soberba do torcedor fez com que o Palmeiras fizesse o que fez de uma maneira forte, com trabalho, com Gustavo Scarpa de lateral esquerdo. [Para] Quem fala que quem pensa assim é escroto, escroto é o que fizeram com o porco lá no Rio de Janeiro, o que fizeram em faltar com respeito à Sociedade Esportiva Palmeiras, o que fizeram lá no Uruguai. Escroto é o Landim, presidente do Flamengo, dar uma entrevista na Rádio Bandeirantes antes da final dizendo que não sabia se o Renato Gaúcho ia ficar ou não”, disse Neto.

 

“Escroto é maltratar o futebol brasileiro, como o Flamengo vem fazendo há um bom tempo. Não eram a favor da máscara, jogaram com hospital de campanha, queriam ser mandantes, queriam ganhar tudo”, completou o apresentador.

Neto voltou a citar a soberba do rubro-negro, que se estende aos dirigentes do clube. Para o apresentador, que relembrou Domènec Torrent, a diretoria não tem paciência com os técnicos e fazem cobrança exagerada. Sobre a final da Libertadores, o ex-jogador viu desrespeito dos jogadores do Flamengo com a equipe comandada por Abel Ferreira.

“Todos aqueles que foram dirigir o Flamengo, como Domènec Torrent - que era auxiliar do Guardiola -, como Rogério Ceni - que fizeram campanha para derrubar -, e agora o Renato Gaúcho também. É uma soberba tão grande que o Palmeiras ficou quietinho (...) Os jogadores do Flamengo achavam que estavam jogando contra o juvenil, que era jogo de festa, de máster. Não. Era a disputa do tri da Libertadores. (...) Aí, vem essa soberba do Flamengo - dos jogadores também, que o Willian Arão falou que ia ser 2 a 0. De todos. Eles não respeitaram o Palmeiras”, completou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!