Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / COPA DO MUNDO

Messi se despede das Copas: veja a “última dança” de outros gênios

Lionel Messi está em mais uma final e disputará a última Copa do Mundo da carreira; veja o adeus de outros gênios do futebol mundial

Redação Publicado em 15/12/2022, às 14h28 - Atualizado em 18/12/2022, às 20h21

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Messi se despede das Copas: veja a “última dança” de outros gênios - Reprodução/ One Football
Messi se despede das Copas: veja a “última dança” de outros gênios - Reprodução/ One Football

Em sua última Copa do Mundo, Lionel Messi faturou o tão sonhado título pela Seleção Argentina. Neste domingo, 18, o craque liderou sua seleção ao triunfo nos pênaltis sobre a bicampã França. Com a derrota na decisão de 2014, no Brasil, o capitão mudou o roteiro e conquistar o mundo pela primeira vez.

Com o capítulo encerrado, ao menos em declarações, Messi deixou a Argentina com o maior título possível da carreira e do futebol mundial. Mas, como acabaram as passagens de Maradona, Pelé, Cruyff e Zidane em suas respectivas seleções em Mundiais? Confira:

Maradona: testou positivo no antidoping de uma vitória da Argentina sobre a Nigéria, por 2 a 1, na segunda rodada da fase de grupos de 1994.

Pelé: Rei do futebol e da Seleção Brasileira, ele encerrou sua trajetória em Copas do Mundo anotando um gol na vitória por 4 a 1 sobre a Itália, na final de 1970.

Cruyff: ídolo da Holanda, ele foi derrotado por 2 a 1 pela Alemanha, na final de 1974. Foi sua única participação no torneio.

Zidane: anotou um gol de pênalti com cavadinha na final de 2006, mas acabou expulso depois de dar uma cabeçada em Materazzi. A França foi derrotada nos pênaltis pela Itália.

Argentina vence França nos pênaltis e é tri da Copa 

Na histórica ‘final do tri’, deu Argentina. Em jogão, a seleção sul-americana venceu a França nos pênaltis por 4 a 2, após o empate por 3 a 3 neste domingo, 18, na decisão da Copa do Mundo do Catar. Diante de um Estádio Lusail dominado por sua torcida, a equipe do técnico Lionel Scaloni apresentou uma grande atuação coletiva para confirmar o terceiro título mundial de sua história.

A Argentina abriu 2 a 0 ainda no primeiro tempo, com gols de Messi (pênalti) e Ángel Di María. No fim do jogo, os franceses contaram com a estrela de Mbappé para igualar o placar entre os minutos 34 e 37 e forçar a prorrogação. No tempo extra, um gol de Messi dava o título aos argentinos, mas Mbappé marcou seu terceiro gol e o terceiro da França no fim para levar a briga aos pênaltis.

Depois de 36 anos, a Argentina voltou ao lugar mais alto do pódio de seleções. A geração dos experientes Messi e Di María finalmente conquistou o sonhado troféu e se juntou às seleções campeãs de 1978 e 1986.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!