Sportbuzz
Testeira
Futebol / EURO 2020

Jorginho brinca com pênalti perdido na final da Euro e elogia Donnarumma: “Fenômeno”

Campeão da Euro com a Itália, volante do Chelsea foi eleito para o time ideal da competição

Redação Publicado em 13/07/2021, às 10h34

Jorginho brinca com pênalti perdido na final da Euro e elogia Donnarumma: “Fenômeno” - GettyImages
Jorginho brinca com pênalti perdido na final da Euro e elogia Donnarumma: “Fenômeno” - GettyImages

Campeão da Euro 2020 com a Seleção Italiana, Jorginho foi um dos destaques da competição e entrou no time ideal do torneio. Nesta segunda-feira, 12, o ítalo-brasileiro participou do programa “Bem, Amigos!”, do SporTV, e brincou com o pênalti perdido na última cobrança italiana.

A Itália venceu a Inglaterra por 3 a 2 nos pênaltis, após ter arrancado um empate em 1 a 1 no tempo regular. Jorginho perdeu a quinta batida, mas o goleiro Donnarumma defendeu a cobrança de Saka na sequência e confirmou o bicampeonato para os italianos.

 

“Foi tudo combinado. Eu sabia que o Donnarumma ia pegar (risos). Você fica com o sentimento ruim porque quer ajudar a sua equipe da melhor maneira. E eu dou sempre tudo o que tenho pela equipe, mas infelizmente não é bastante. Acabei errando o pênalti, e naquele momento foi um sentimento de tristeza mesmo por não ter dado a vitória que era tão esperada. Ainda bem que temos esse fenômeno no gol que conseguiu me salvar”, disse Jorginho.

Apesar de ter parado em Pickford, o meio-campista converteu a cobrança decisiva na semifinal contra a Espanha, que colocou a Itália na grande decisão da Euro. Ele avaliou a defesa do goleiro inglês.

“Ele me quebrou. Não bati muito bem, e ele pegou. Bateu na trave e nas costas do cara, Nossa Senhora (risos)! Vou sonhar mais umas duas semanas com esse pênalti”, disse o ítalo-brasileiro de 29 anos, nascido em Imbituba, Santa Catarina. 

Jorginho escolheu defender a Seleção Italiana em 2017, durante as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Ele revelou que recebeu uma ligação de Edu Gaspar, então coordenador técnico da Seleção Brasileira, mas optou pela seleção europeia.

“Cheguei a jogar na sub-21 pela Itália. Assim que chegou para mim a convocação, eu de cara aceitei. Eu, sinceramente, via a seleção brasileira como algo muito longe. E o fato de eu ter crescido na Itália e pela Itália ter aberto as portas para mim, não pensei duas vezes sinceramente. Mas naquele momento, depois da sub-21, eu só tinha jogado amistoso (pela seleção principal da Itália). Aí foi quando chegou em 2018, na última convocação, para o jogo com a Suécia, que chegou a convocação, e o Brasil me procurou também. E esse momento foi bem complicado”, disse.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!