Sportbuzz
Testeira
Futebol / Curiosidades

Berço de Ouro: conheça os jogadores que já eram ricos antes de se tornarem profissionais

Muitos sonham em se tornar jogador de futebol para ganhar melhores condições financeiras, outros já nascem com ela...

Redação Publicado em 14/06/2021, às 21h00

Frank Lampard recém chegado ao Chelsea FC, da Inglaterra - Getty Images
Frank Lampard recém chegado ao Chelsea FC, da Inglaterra - Getty Images

A trajetória da maioria dos jogadores de futebol quase sempre foi de ascensão: muitos partem de uma situação de extrema pobreza, chegam ao sucesso e assinam contratos de valor alto. Mas a verdade é que nem todos os casos são assim, por isso, conforme lembrado pelo The Sun, veja uma lista dos jogadores que já eram ricos antes de se tornarem profissionais. 

1. Frank Lampard

A lenda de Stamford Bridge como jogador, hoje ex-técnico do clube, Frank Lampard não precisava ter ingressado no futebol. Mas era uma opção fácil para ele, por ter a família já no meio: seu tio era Harry Redknapp e seu pai, Frank Lampard Senior, que o levou ao West Ham United, onde começou sua carreira. 

Frank Jr ia à Escola de Brentwood, em Essex, que custaria uma fortuna. Lá, seu professor disse que ele poderia ter se tornado facilmente um contador. 

Frank Lampard Jr e Frank Lampard Snr assistindo a um jogo nas arquibancadas - Créditos / Getty Images

 

2. Gerard Piqué

Piqué é um jogador de grande sucesso, e além disso ainda é casado com a famosa cantora colombiana Shakira. Pode-se dizer que ele tem a sua própria fortuna. 

Mas a verdade é que dinheiro nunca lhe faltou. Tinha uma vida confortável na Catalunha, com seu pai sendo um advogado e homem de negócios e sua mãe, diretora de um hospital em Barcelona.  Até mesmo seu avô, Amador Bernabeu, tinha sucesso e dinheiro como ex-diretor da La Liga.

Gerard Piqué e Shakira durante evento - Créditos / Getty Images

 

3. Hugo Lloris

O paredão dos Spurs cresceu bem, em Nice (Sul da França), com sua mãe como advogada e seu pai como banqueiro. 

Era um jovem tenista, com uma boa colocação no ranking, fazendo com que o futebol fosse a segunda opção de Hugo Lloris até os 13 anos. Mas após perder a sua mãe, decidiu jogar pelo Nice e seguiu para uma carreira de sucesso no gol.

Hugo Lloris saindo com a bola durante jogo - Créditos: Getty Images

 

4. Robin Van Persie

A vida em Rotterdam de Robin foi muito confortável, sendo bancado pelos seus pais ricos. Seu pai Bob era um renomado artista e escultor, enquanto sua mãe, Jose Ras, era uma pintora, professora e designer de jóias.  

Mas o casal se separou quando Van Persie era mais novo, fazendo com que o garoto fosse um adolescente problemático. Seu pai esperava que seguisse a carreira artística também, mas o destino do futuro craque era no Arsenal. 

Robin Van Persie pelo Arsenal - Créditos: Getty Images

 

5. Andrea Pirlo

Toda a classe de Pirlo em campo vêm de sua vida quando criança. As condições financeiras da família eram boas, tendo um pai , Luigi, dono de uma companhia de aço em Brescia, em 1982, na qual Andrea ainda tem uma parcela sobre. 

Apesar de ter aproveitado a infância luxuosa, Pirlo construiu sua própria fortuna pelos clubes que passou, patrocínios e atualmente, com um vinhedo (coisa de rico). 

Andrea Pirlo pelo Milan - Créditos: Getty Images

 

6. Kaká

O representante brasileiro da lista, difere da história da maioria dos jogadores do Brasil. A maioria vêm do nada, e ganham tudo. Mas o vencedor da Bola de Ouro foi diferente, criado pelo pai, Bosco Izecson Pereira Leite, um engenheiro e pela mãe,  Simone dos Santos, uma professora. Kaká cresceu bem, sem dificuldades financeiras, diferente da maioria de seus companheiros. 

Kaká jogando pelo São Paulo FC, contra o Atlético Mineiro - Créditos: Getty Images

 


 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!