Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / SÉRIE B!

Grêmio vence Guarani, mas reclama de violência do rival

Depois da partida válida pela Série B, Grêmio comemorou a conquista dos três pontos, mas não gostou nada da postura do Guarani durante o jogo

Redação Publicado em 06/08/2022, às 10h21

Grêmio está na vice-liderança da Série B - Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Flickr
Grêmio está na vice-liderança da Série B - Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Flickr

Na noite da última sexta-feira, 06, o Grêmio entrou em campo para disputar a 22ª rodada do Brasileirão da Série B e encarou o Guarani fora de casa. Com certa tranquilidade, mas com leve susto na reta final do jogo, a equipe gaúcha garantiu a vitória pelo placar de 2 a 1 e assumiu a vice-liderança, com 40 pontos conquistados.

Apesar do triunfo, o Tricolor fez questão de reclamar bastante da postura do Guarani durante o jogo. Após o apito do juiz, o atacante Gabriel Teixeira concedeu entrevista ao canal "Premiere" e revelou que escutou o banco de reservas do Bugre pedir para que os jogadores batessem nele. Irritado, o autor de um dos gols desabafou sobre o caso.

"Foi uma hora que tentei dar um lençol. Tentei jogar futebol. Alguém do banco deles falou: "dá uma chegada nele". Eu falei: "entra aqui e faz isso". Depois reclamaram de eu tentar um lençol. E ninguém falou com o banco deles para não dar uma chegada em mim. Vir na bola é tranquilo, mas vir na maldade é errado", desabafou Gabriel Teixeira.

Alheio ao episódio, o Grêmio vibrou bastante com a vitória e foi bastante elogiado pelo técnico Roger Machado, que concedeu entrevista coletiva logo depois do jogo. Para ele, o triunfo foi bastante consistente e importante para a sequência da Série B. Além disso, o treinador falou sobre a pressão enviada pelos torcedores.

Grêmio em ação na Série B
Grêmio se deu bem contra o Guarani (Crédito: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Flickr)

"Internamente não tira peso nenhum. Externamente talvez tire. O resultado da vitória hoje claro que nos dá dois pontos importantes, mas os 15 jogos de invencibilidade com os empates fora também eram contabilizados como jogos importantes. Internamente não muda muita coisa. Externamente talvez a abordagem seja outra", disse o treinador.

"Foi uma partida consistente. Até os primeiros 35 minutos do primeiro tempo controlamos bem, depois o adversário nos empurrou para trás. O segundo tempo foi diferente, começamos com o controle e perdemos. O adversário fez as trocas e fizemos também para colocar sangue novo e velocidade", completou Roger Machado em coletiva.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!