Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » EXCLUSIVO

No centenário da Portuguesa, Marchiori e Flávio Alves, treinador e gerente de futebol, visam volta por cima do clube à elite

A Portuguesa comemora seu centenário nesta sexta-feira, 14, e os atuais profissionais projetam um futuro melhor para o tradicional clube de São Paulo - e do Brasil - nos próximos anos

Marcello Sapio Publicado em 14/08/2020, às 10h00

No centenário da Portuguesa, Marchiori (esq.) e Flávio Alves (dir.) visam volta por cima do clube
No centenário da Portuguesa, Marchiori (esq.) e Flávio Alves (dir.) visam volta por cima do clube - Dorival Rosa / Portuguesa

Nesta sexta-feira, 14, a Portuguesa, tradicional time do bairro do Canindé, em São Paulo, completa 100 anos de existência.

O clube, que revelou jogadores históricos, como Djalma Santos, Dener, Zé Roberto, entre tantos outros, vive longe dos holofotes em que costumava ficar.

Atualmente, a Lusa, como é carinhosamente pelos torcedores, está na segunda divisão do Campeonato Paulista e não tem nenhuma divisão no calendário nacional.

Apesar do cenário, o futuro, que pode parecer pessimista para muitos, é visto como uma chance para dar a volta por cima. Esse otimismo é compartilhado pelos profissionais que gerem o futebol do clube de origem portuguesa.

Em uma entrevista exclusiva para o SportBuzz, o treinador do time, Fernando Marchiori, e o gerente de futebol da Portuguesa, Flávio Alves, comentaram sobre os 100 anos do clube e a perspectiva para o futuro.

 

Ambos comentaram sobre a importância histórica da Portuguesa para o futebol paulista e como lidam com essa pressão, que é exponenciada pela esperança de voltar aos tempos gloriosos.

Flávio Alves, gerente de futebol, encara o desafio com orgulho: "Trabalhar na Portuguesa, no ano do seu centenário, ainda participar de todos esses momentos positivos, com muita expectativa e convicções de grandes resultados é um sonho para qualquer profissional. Todos nós sabemos que a Portuguesa vem sofrendo consequências de gestões passadas, mas isso nos dá força. Esse início foi a partir da posse do Antônio Carlos Castanheira, atual presidente, e que vem desenvolvendo um grande trabalho".

Já Marchiori, que antes de virar treinador, foi jogador de futebol e, curiosamente, revelado na Portuguesa. Ele contou os motivos de ter aceitado assumir o clube e elogiou o atual presidente: "Eu tenho uma linda história na Portuguesa e o carinho pelo clube é eterno, mas não foi só isso que chamou a minha atenção. Conversei com alguns clubes e o projeto apresentado pelo presidente Castanheira me animou demais. Além disso, gostei muito da postura dele e as atitudes que vem tomando desde que eu cheguei aqui só reforçam que eu acertei ao aceitar o convite de retornar".

Como dito no começo da matérias, a Portuguesa tem uma alma de revelar grandes talentos, que hoje são ídolos de diversos clubes e até ídolos nacionais, como o caso de Djalma Santos, que foi campeão do mundo com o Brasil.

Em tempos de crises, os clubes costumam olhar com mais carinho para a base, e na Lusa não foi diferente. Tanto Flávio quanto Marchiori usam a filosofia de utilização das categorias de base.

Para mostrar essa força, a Lusa já se sagrou, por duas oportunidades, em 1991 e 2002, tal feito que grandes clubes não conseguiram, como o Palmeiras, por exemplo.

"O departamento de formação (de atletas) é o coração do clube. Nosso projeto criou um departamento de futebol integrado, no qual daremos total importância na prospecção, formação e promoção de todos os bons valores do clube. A Portuguesa tem total tradição e muitas histórias de revelações", afirmou Flávio.

Marchiori segue na mesma linha de raciocínio, mas ressalta a importância, também, de uma mescla entre experiência e juventude: “Eu gosto de trabalhar com uma mescla. É ótimo contar com meninos que vêm da base porque são garotos cheios de motivação, que estão sonhando em conseguir o seu lugar no futebol e isso é ótimo, mas é preciso ter um equilíbrio e acredito que é necessário ter atletas experientes para ajudar os garotos nesses primeiros passos no futebol profissional”.

Até essa tradição, tão falada entre os torcedores e historiadores do futebol paulista, é um "gás" para a Portuguesa.

O time, que chegou a ser vice-campeão brasileiro em 1996, perdendo para o Grêmio, serve como inspiração, que é usada por Marchiori para motivar seus atletas: "Estamos falando de um dos clubes mais tradicionais do país. Eu vi grandes times da Portuguesa e tento passar isso para os garotos. Como você disse, muitos não conhecem essa história e nós temos que tentar transmitir isso a eles. Infelizmente, o clube passou por alguns anos bem complicados e isso afeta demais o desempenho esportivo, mas acredito que estamos no caminho certo e iremos recolocar a Lusa entre os grandes clubes do Brasil".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Portuguesa de Desportos (de🏡) (@portuguesaoficial) em

 

Essa sensação de nostalgia, cerca boa parte dos torcedores, que anseiam em ver a Portuguesa de volta nos grandes campeonatos do país.

O sentimento não é só da arquibancada. Nos bastidores, tanto os dirigentes, quanto a comissão técnica sonham com essa volta, mas visam um "primeiro passo" em comum: O acesso para a elite do Paulistão.

Atualmente na 8ª posição da A2, com 18 pontos, a Lusa está se classificando para a fase final, e consegue manter vivo esse sonho da A1, que foi falado por Flávio Alves.

"Nós, que estamos envolvidos neste processo de resgate e retomada da Portuguesa, sabemos que o primeiro passo é o retorno à elite do Paulistão e a volta de ter um calendário nacional", afirmou o gerente.

Já Marchiori vai na mesma linha e completa: "Esse é o nosso grande objetivo. Sabemos que será extremamente difícil porque o torneio é muito equilibrado e complicado. Além disso, chegamos no meio da competição e não é fácil você impor o seu trabalho durante os jogos, mas estamos trabalhando de uma maneira muito intensa para conseguir essa vaga na elite do futebol paulista".

"Todo mundo demonstrou muita motivação e estou satisfeito com o que temos feito. Faltam três rodadas para o fim da primeira fase e precisamos conseguir essa vaga para seguirmos em busca do nosso objetivo, que é voltar para a Série A1. Esse é o nosso grande objetivo. Sabemos que será extremamente difícil porque o torneio é muito equilibrado e complicado. Estamos trabalhando de uma maneira muito intensa para conseguir essa vaga na elite do futebol paulista, que ajudaria, demais, no plano para resgatar a confiança e a tradição do clube", disse o treinador, em seguida.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Portuguesa de Desportos (de🏡) (@portuguesaoficial) em

 

Como, em qualquer aniversário, é olhado para o passado e muitas pessoas gostam de analisar o que fizeram de bom. Com a Lusa não é diferente.

Mas, assim como fora falado, a esperança de um futuro mais próspero para a Portuguesa é observada pelas pessoas que cuidam do clube. 

Flávio Alves confia nessa retomada, e fala com um tom otimista: "Por tudo que vem sendo feito, e da maneira que está sendo conduzida por nosso presidente, tenho total convicção que a Portuguesa voltará para as posições de destaque do futebol brasileiro em um futuro muito próximo".

Marchiori, por sua vez, adotou um discurso mais "pé no chão", visando a continuidade do trabalho que vem sendo feito nos últimos anos: "Precisamos ter paciência e trabalhar com seriedade. Se não subirmos este ano, não podemos achar que o trabalho foi mal feito. Temos que acreditar e dar sequência ao projeto. No futebol, assim como em qualquer área, é preciso ter resiliência e competência".

Ao final, ele profetiza: "A Portuguesa voltará à elite".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Portuguesa de Desportos (de🏡) (@portuguesaoficial) em

 

Se a Portuguesa vai realmente voltar às elites do futebol, seja paulista ou até nacional, só o futuro é capaz de dizer, mas o que não se pode tirar é a tradição e o peso histórico que a Lusa carrega no escudo.

Como o seu próprio hino, composto pelo cantor - e lusitano - Roberto Leal, juntamente com Márcia Lúcia, já diz: "Da tua glória, toda a certeza, que tu és grande, é Portuguesa".


5 itens do seu time do coração que você não pode ficar sem

1- Camisa Adidas São Paulo 2018 - https://amzn.to/31uv12K

2- Livro Maquete 3D Estádio Vila Belmiro - https://amzn.to/2IZ3AaY

3- Mochila Corinthians - https://amzn.to/2psy3ax

4- Caneca com Abridor,  Flamengo - https://amzn.to/31uUJnQ

5- Fone de Ouvido Cruzeiro - https://amzn.to/33GhR4d

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!